Economia

Prisa perde 76 milhões de euros com a venda da TVI

21 setembro 2019 10:26

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

Grupo espanhol registará menos-valia na venda das suas ações da Media Capital à Cofina

21 setembro 2019 10:26

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A venda da Media Capital, dona da TVI, à Cofina vai ter um impacto negativo nas contas da espanhola Prisa, já que a transação obrigará a Prisa a registar uma menos-valia neste negócio.

Em comunicado ao mercado, a Prisa informa que a transação representará nas suas contas consolidadas uma perda contabilística de 76,4 milhões de euros.

O valor de venda das ações que a Prisa detém na Media Capital é de 170,6 milhões de euros. Além deste montante a Cofina pagará 10,5 milhões de euros aos acionistas minoritários da dona da TVI.

Adicionalmente, a Cofina assumirá a dívida da Media Capital, o que valoriza o negócio num total de 255 milhões de euros.

A transação, confirmada este sábado, está ainda dependente da aprovação dos reguladores (da concorrência e da comunicação social) e de um aumento de capital na Cofina, que a empresa presidida por Paulo Fernandes garante estar coberto em mais de 50% pelos atuais acionistas da Cofina, devendo juntar-se outros investidores no negócio.

O grupo de Paulo Fernandes já veio entretanto assegurar que esta operação garante a existência de um grupo de media independente.

Nesta transação a Cofina socorreu-se da assessoria da boutique financeira Clearwater International, fundada pelo socialista José Lemos, antigo presidente do Central Banco de Investimento (CBI).