Cultura

“A ferida que o colonialismo abriu no Brasil está aberta, dói”: João Fernandes, diretor artístico do Instituto Moreira Salles

18 novembro 2022 15:00

Nuno Botelho

Nuno Botelho

Fotojornalista

nuno botelho

Esteve à frente de Serralves e na direção do Reina Sofia, mas é no Instituto Moreira Salles, em São Paulo, que João Fernandes sente maior liberdade. Descobriu um Brasil imprevisto, reivindicativo e moderno, confrontado diariamente com um passado colonial de que não se soube libertar. Chegou no governo de Jair Bolsonaro e ficará durante o Executivo de Lula da Silva. Agora, acredita, é preciso descolonizar Portugal

18 novembro 2022 15:00

Nuno Botelho

Nuno Botelho

Fotojornalista

Ativista em cada resposta que dá, João Fernandes, encontrou no Brasil terreno fértil para defender as causas em que acredita. Causas que passam pelo acesso à cultura e à arte de todas as camadas da população, uma tarefa hercúlea num país que tem muitos países dentro e onde a segregação e a desigualdade são ainda dominantes.