Cultura

Marcelo “curva-se perante o génio” de Agustina: “É ao Portugal eterno que ela pertence”

3 junho 2019 12:19

rui ochoa/presidência da república

Escritora morreu esta segunda-feira. Tinha 96 anos

3 junho 2019 12:19

São 118 palavras ou 710 caracteres com espaços distribuídos por sete parágrafos: o Presidente da República deixou esta segunda-feira uma nota de pesar pela morte da escritora Agustina Bessa-Luís. Numa mensagem emotiva, o Presidente diz que se curva “perante o génio” da escritora e elogia o carácter “antes quebrar do que torcer” e o “rigor inexcedível” da escrita de Agustina.

Mensagem na íntegra de Marcelo

"Presidente da República lamenta a morte de Agustina Bessa-Luís

Há personalidades que nenhumas palavras podem descrever no que foram e no que significaram para todos nós.

Agustina Bessa-Luís é uma dessas personalidades.

Como criadora, como cidadã, como retrato da força telúrica de um povo e da profunda ligação entre as nossas raízes e os tempos presentes e vindouros.

De ‘antes quebrar do que torcer’ testemunhou, com o rigor inexcedível da sua escrita, nunca corrigida, o fim de um Portugal e o nascimento de outro. Um e outro feitos do Portugal eterno.

E é a esse Portugal eterno que ela pertence.

O Presidente da República curva-se perante o seu génio e expressa aos seus familiares as mais sentidas condolências."