Boa Cama Boa Mesa

Novos restaurantes de Lisboa para conhecer em 2023

Novos restaurantes de Lisboa para conhecer em 2023
Luis Ferraz

Cosmopolitas, clássicos ou internacionais, novos restaurantes mostram que a vitalidade gastronómica da capital está em alta. Estes são oito restaurantes que não deve perder, no ano que acaba de começar.

Há comida de tacho, sabores de outras latitudes e até um restaurante em que são robôs a servirem às mesas. Lisboa entra em 2023 cheia de novidades gastronómicas. O difícil e conseguir espaço na agenda para os conhecer a todos.

Antiga Camponesa

A Antiga Camponesa
Onde em tempos funcionou a Camponesa de Santa Catarina, e se serviam pratos tradicionais feitos de forma caseira, abriu agora a nova aventura de André Magalhães, rebatizada de Antiga Camponesa. Tiago Alves e Bárbara Cameira embarcaram neste projeto e levam à mesa, para já, só ao jantar, produtos portugueses e sazonais. Mas nesta nova vida deste restaurante há espaço para sabores de outros destinos, uma vez que cabe a Gareth Storey, um chef irlandês, dirigir a cozinha. A carta muda todos os dias, diz André Magalhães, que “é carimbada com a data para não haver confusões”, mas é possível encontrar com regularidade “Tripas com morcela” e “Cachaço de porco bísaro com açorda de grelos”. Preço médio €30.
Rua Marechal Saldanha, 25, Lisboa. Tel. 213471515

Ajitama Ramen Bistro

Ajitama Ramen Bistro
“Após quase 4 anos a servir diariamente o nosso Ramen, sentimos que havia oportunidade para estendermos a nossa oferta a outras zonas da cidade, onde a presença deste produto não é tão proeminente, como é o caso do eixo Cais do Sodré” explicam António Carvalhão e João Azevedo Ferreira, sócios e cérebros criativos deste novo projeto. No Ajitama, a missão de recriar o mais autêntico ramen japonês é levada muito a sério e nenhum componente é descurado. As novidades no menu incluem Kashunattsu Tantanmen, ramen picante que tem como base uma complexa união entre caldo Pai Tan e sementes de sésamo torradas, e o primeiro ramen Ajitama totalmente de origem vegetal, o Rustic Vegan. Mantém-se na oferta alguns dos ramens-assinatura do Ajitama, como o Miso, o Shoyu, ou o Hakata Tonkotsu, a grande especialidade da casa. Mais do que um restaurante, o Ajitama é uma verdadeira “gateway to Japan”, o que fica bem evidente em detalhes que enriquecem a experiência.
Rua do Alecrim, 47A, Lisboa. Tel. 965268635

Copo de Mar

Copo de Mar
Num improvável local, longe do mar, mas perto de um mercado com peixe sempre fresco, esta é uma das novidades a descobrir, na zona das Avenidas Novas, em Lisboa. De entrada oferecem “Ostras e ovas” (€9), “Gaspacho e melão” (€7,50), “Tártaro de atum e maça verde” (€10) e ainda “Bacalhau com sofrito” (€8). Nos principais as apostas do restaurante Copo de Mar recaem no “Salmão e chutney” (€17), no “Polvo ao salto” (€21,50), na “Pesca do dia” (€19,50 e numa única concessão à carne, com o “Frango A’Vinho” (€16). Termine com “Tarte de caramelo salgado e tangerina” (€7,50), “Entremet chocolate” (€7,50) ou com um “Gelado artesanal” (€6,50). Atente à decoração, com barcos antigos e instrumentos de pesca, que ajudam a sentir o mar à mesa.
Avenida Barbosa du Bocage, 107 A, Lisboa. Tel. 217960774

Loading...

Estação Menina Bonita
É o mais tecnológico restaurante do país, e nasceu da curiosa história de amor de Ana e Manoel, que começou na juventude de ambos e que as circunstâncias da vida viriam interromper antes da idade adulta. Seguiram rumos opostos, casaram e construíram as suas próprias famílias, sem nunca se esquecerem, até o amor levar a melhor e os juntar de novo. O restaurante é o “filho” da relação de Manoel com a sua “Menina Bonita”. O espaço está cheio de modernidades, como 10 robôs a servir às mesas, inteligência artificial, casas de banho inteligentes e cascatas luminosas. Os vidros da cozinha ou da sala privada tornam-se opacos com um simples toque no telemóvel, e a iluminação além de oscilar, muda de cor, reproduzindo padrões e desenhos. A ementa junta o mundo à mesa. Do Brasil chega a “Salada Estação MB” (€17), da Turquia a “Turk Salatasi” (€16) e de Portugal o “Cod Portucale” (€23), bem como a “Alma lusitana” (€24), ambos com bacalhau. A Itália contribui com “Spaguetti Nero gamberoni” (€19,50) e com o “Formagio fuso” (€19,50, e da França chega o “Fileto piemontese” (€28,50). Há ainda propostas dos Países Baixos, do Uruguai, da Argentina e de Al-Maghrib.
Avenida Infante Dom Henrique, 306, armazém 5, piso 2, Lisboa. Tel. 915067961

Gunpowder
Luis Ferraz

Gunpowder
A abordagem na preparação do melhor que o Atlântico nos dá é oposta àquela a que os portugueses estão habituados. Envolve misturas de especiarias e molhos das diferentes regiões entre o sul e o oeste da Índia, além da já famosa Mistura de Especiarias Gunpowder. Esta inclui três tipos de malaguetas – verde, indian chilli e thai chilli – folhas de caril e a asafoetida, um pó aromático feito a partir da raiz de Ferula, que ajuda à digestão e muito utilizada na cozinha ayurvédica. Percorrendo a ementa, no capítulo dos “Pequenos Pratos” encontra a original “Santola Ovo Bhurji” (€11), com ovos mexidos à indiana, algum picante, cebolas e especiarias intensas. Prove os alegres e coloridos “Brócolos grelhados e mostarda de Malai” (€8) e os “Croquetes de atum Moilee” (€4,50). Para compartilhar, não perca os “Lingueirões grelhados com Ghee (manteiga clarificada) de Malvani” (€16), temperados com um molho típico dos vilarejos piscatórios.
Rua Nova da Trindade 13 A, Lisboa. Tel.218227470

Restaurante La Dos Manos
Francisco Rivotti

Las Dos Manos
É a mais recente e, provavelmente, a mais ousada aposta do mediático chef Kiko Martins, um apaixonado pelos sabores do mundo. Assim que nos aproximamos da porta, percebemos pelas cores da fachada, em verde e azul-turquesa, que algo de “caliente” se passa. O menu do Las Dos Manos abre com quatro opções de tacos, onde o clássico “Al Pastor de secretos de porco preto e ananás” (€7,30) encabeça a lista. Há ainda o taco de “Pato confitado e laranja” (€8,20), o de “Tempura de camarão black tiger com panko e maracujá” (€8,40) e o de “Rabo de boi ‘12 horas’ e ovo de codorniz” (€9,30). As quesadillas não podem faltar, com duas opções de autor na ementa, “Chouriço Bellota, feijão-preto e cheddar” (€9,80), e “Tempura de camarão, mozzarella e aioli” (€10,30). A fechar o menu faz-se o elogio à carne e à comida de conforto, com quatro sugestões: “Tonkatsu de barriga de leitão e arroz yakimeshi” (€29,80), “Tonkatsu de rabo de boi confitado e arroz yakimeshi” (€31,60), “Yakitori de picanha” (€32,70), e, a grande estrela e especialidade do novo restaurante: “Yakitori de Kobe” (€167,80).
Rua S. Pedro de Alcântara, 59, Lisboa. Tel. 215897269

Lota D'Ávila
Luis Ferraz

Lota d’Ávila
O novo projeto dos criadores do restaurante Ofício, que escolheram o chef Vasco Lello como homem do leme, está no coração de Lisboa. Aos clientes, é dada a hipótese de escolherem o peixe ou o marisco, de o pesarem na balança e aguardarem à mesa pela confeção pretendida. Mas há muito mais para provar nesta Lota d’Ávila, desde receitas clássicas a pratos de autor, sempre com a frescura como denominador comum. Como cervejaria que se preza, abre uma concessão à carne, usando-a para o preguinho, já considerado a sobremesa oficial de qualquer cervejaria digna desse nome. Há mariscadas, como a Maré Baixa, ideal para duas pessoas, com Burriés, Búzios, Camarão de Moçambique, Ostras e Percebes. Já a Maré Alta adiciona Gamba da Costa e Sapateira ou Santola à lista anterior. Por último, a Fora da Caixa inova, incluindo Ceviche de Gamba da Costa, Carabineiro, Lingueirão, Lula e Alga Wakame (preço médio €65). Nas entradas, há uns surpreendentes “Croquetes de sapateira com molho tártaro” (€3,50), “Mexilhões da rocha em maré baixa” (€9), “Lingueirão grelhado com molho de limão” (€9,50), e “Lírio fumado, amêndoa do Algarve e laranja” (€11,50). O “Risoto de cevada, legumes assados e queijo da ilha” (€14) abre a secção dos “Principais”, seguindo-se a “Paella negra de choco, polvo e lula” (€55), para duas pessoas. Qualquer prato pode acompanhar com “Arroz de alho e coentros”, “Batatas assadas”, “Salada verde” ou “Vegetais da temporada grelhados” (€3,50).
Avenida Duque d’Ávila, 42B, Lisboa. Tel. 925 906 950

Obicá
ANDREA GRANATIERO

Obicá
Situado no bairro do Príncipe Real, o novo Obicà Mozzarella Bar, Pizza e Cucina promete trazer à cidade de Lisboa uma nova forma de degustar a gastronomia italiana, proporcionando momentos de partilha com amigos e família ao redor da mesa. O restaurante é o segundo espaço da cadeia internacional Obicà em território nacional, depois da abertura no Porto em 2021. Obicà, ou “Aqui está” em napolitano, oferece uma carta focada nos melhores produtos certificados italianos provenientes de zonas com designação de origem protegida, proporcionando uma experiência única de degustação de pratos e produtos típicos das regiões de Genova, Padua, Florença, Puglia e Campana. Aproveite a “Gran Degustazione di Mozzarelle” (€42) com Mozzarella di Bufala, Mozzarella di Bufala Affumicata, Stracciatella Pugliese, Burrata Pugliese e Ricotta di Bufala. Servido com espinafres, tâmaras e nozes. A Pizza “Gorgonzola dop e pere caramellate” (€18)com Gorgonzola DOP e pera caramelizada com mozzarella di bufala e nozes ou o “Linguine” (€21), com camarão, curgete, tomates e tomilho.
Rua da Escola Politécnica, 90, Lisboa. Tel. 910407706

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: fbrandao@impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas