Blitz

Pearl Jam, Billie Eilish, Jack White, Taylor Swift e muitos outros reagem à revogação da lei do aborto nos EUA

25 junho 2022 11:00

getty images

50 anos depois, a decisão judicial que permitia às mulheres norte-americanas abortar foi revogada. O mundo da música reagiu de imediato: "Hoje é um dia muito, muito negro"

25 junho 2022 11:00

O Supremo Tribunal dos Estados Unidos reverteu esta sexta-feira uma decisão judicial com meio século, que permitia às mulheres norte-americanas abortar naquele país.

Essa decisão, conhecida como "Roe vs. Wade", foi revertida com os votos a favor de 5 dos 6 juízes conservadores do Supremo, três deles escolhidos pelo ex-presidente, Donald Trump.

O mundo da música reagiu nas redes sociais maioritariamente com estupefação, tristeza e raiva perante a decisão. "Após tantas décadas de luta pelos direitos das mulheres aos seus próprios corpos, a decisão de hoje retirou-nos isso. Estou aterrorizada", escreveu Taylor Swift.

Também os Pearl Jam se mostraram indignados: "Ninguém, nem o governo, nem os políticos, nem o Supremo, devia prevenir o acesso ao aborto e a contracetivos. As pessoas deviam poder ter a liberdade de escolher".

Phoebe Bridgers, que atuou esta sexta-feira no festival de Glastonbury, colocou o público a cantar palavras de ordem contra a decisão: "que se lixe o Supremo Tribunal". No mesmo festival, Billie Eilish afirmou em palco: "Hoje e um dia muito negro para as mulheres nos EUA. Vou já dizê-lo porque não suporto pensar nisto".

Veja as reações, que incluem ainda tomadas de posição de Cat Power, Taylor Swift, Alicia Keys, Charli XCX, Yungblud, Garbage, Cher, Phoebe Bridgers e Questlove, entre outros.

Instagram
Instagram
Instagram