Exclusivo

Ensino

Professores apelam a Marcelo para que não aprove alterações aos concursos: 3.º período arranca com nova vaga de greves

Professores apelam a Marcelo para que não aprove alterações aos concursos: 3.º período arranca com nova vaga de greves
ANTONIO PEDRO FERREIRA

Diploma está em análise em Belém. Presidente enviou questões ao Governo para depois decidir se veta ou promulga. Docentes mantêm a pressão alta e segunda começam novas greves

A plataforma que junta nove organizações sindicais, incluindo as duas maiores federações (Fenprof e FNE), pede ao Presidente da República que não promulgue o diploma que altera várias regras dos concursos de professores, “devolvendo-o ao Governo para que volte à mesa das negociações e sejam corrigidos os aspetos lesivos dos docentes e das escolas que impediram o acordo negocial”.

Num comunicado pulicado este sábado, os sindicatos fazem questão de explicar por que razão a eventual não promulgação não compromete nem a entrada nos quadros de 10.700 professores já este ano, nem o fim da discriminação salarial de professores que acumulam anos de contratos e continuam a receber o mesmo vencimento. Esta situação já levou a uma chamada de atenção da Comissão Europeia, que instou o Estado a cumprir a diretiva que visa prevenir abusos em relação a contratos a termo.

Artigo Exclusivo para assinantes

Assine já por apenas 1,63€ por semana.

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: ILeiria@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas