Sociedade

Cristina Jorge: “É expectável que a transplantação de órgãos de animais em humanos seja uma realidade na próxima década”

27 julho 2022 11:53

Cristina Jorge é presidente da Sociedade Portuguesa de Transplantação.

dr

Os resultados são bons, mesmo num país com um “SNS doente” e profissionais esgotados. Mais de 50 anos depois do primeiro transplante, no mesmo dia em que o Homem foi à Lua, Portugal mantém-se no top dos países com mais dadores por milhão de habitantes. Mas ainda há caminho e ele avizinha-se promissor. Nesta entrevista, Cristina Jorge, a presidente da Sociedade Portuguesa de Transplantação, avisa que ainda estamos longe dos valores que queremos atingir. O país tem de apostar no transplante com dadores vivos. E na próxima década, espera-se que a xenotransplantação saia “do tubo de ensaio para a prática”

27 julho 2022 11:53

Passaram-se 53 anos desde que Linhares Furtado, em Coimbra, acordou de madrugada para realizar o primeiro transplante do país. Foi um caminho luzidio inaugurado por baixo dos holofotes da ida à Lua, no mesmo dia, 20 de julho de 1969.