Sociedade

Já arderam mais 15 mil hectares do que em todo o ano passado. Mas "podia ter sido muito pior", frisa especialista

18 julho 2022 16:33

miguel pereira da silva/lusa

Não há memória de alguma vez ter havido tantos dias seguidos com condições meteorológicas extremas. Situação de contingência, pela primeira vez decretada em Portugal devido a risco máximo de incêndio, terminou às 00h desta segunda-feira, mas pode ser renovada esta semana. Governo e Proteção Civil reavaliam restrições amanhã

18 julho 2022 16:33

Até esta segunda-feira, arderam em Portugal 43.721 hectares, mais 15 mil do que em todo o ano passado. Só nos últimos dez dias, foram registados cerca de 1200 incêndios, que obrigaram a retirar de casa quase 900 pessoas e provocaram 95 feridos ligeiros e quatro graves, além da morte do piloto de um avião de combate que se despenhou sexta-feira. Ainda assim, tendo em conta as condições meteorológicas extremas, de que não há memória no país, o balanço podia facilmente ter sido muito mais gravoso, salienta o especialista em fogos Paulo Fernandes.