Sociedade

Ao início da tarde, a Proteção Civil assinalava quatro fogos preocupantes

18 julho 2022 13:36

miguel pereira da silva/lusa

Registadas hoje 23 ignições, seis das quais estavam ativas ao meio-dia, sendo que quatro são as “mais preocupantes”, todas nos distritos de Vila Real e Castelo Branco

18 julho 2022 13:36

A Proteção Civil registava às 12h00 de hoje quatro incêndios florestais que mereciam “mais preocupação”, nos distritos de Vila Real e Castelo Branco, mobilizando um total 847 operacionais, 258 meios terrestres e 11 meios aéreos.

Num balanço feito às 12h00 na sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), em Carnaxide, Oeiras, o comandante nacional de Emergência e Proteção Civil, André Fernandes, precisou que foram registadas hoje 23 ignições, seis das quais estavam ativas àquela hora, sendo que quatro são as “mais preocupantes”.

Segundo o comandante nacional, estas ocorrências de incêndio de maior preocupação ocorrem três no distrito de Vila Real, Bustelo (Chaves), Murça e Vila Pouca de Aguiar, e uma outra no Fundão (Castelo Branco).

André Fernandes adiantou que o dia 13 de julho foi o que registou o maior número de fogos este ano.

O responsável disse ainda que se mantêm nas ocorrências mais significativas dos últimos dias - tendo algumas delas começado a 07 de julho - “um número significativo de meios para ações de vigilância e rescaldo”, designadamente em Faro, Guarda, Porto, Santarém, Leiria e Vila Real.