Sociedade

Em 2021 apenas 181 cuidadores informais tiveram direito a descanso

Em 2021 apenas 181 cuidadores informais tiveram direito a descanso
Nuno Botelho

No total há 8122 cuidadores informais reconhecidos pelo Estado

Em 2021, apenas 181 cuidadores informais internaram os seus dependentes na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI) para poderem descansar. Segundo os dados revelados pelo Ministério da Segurança Social ao “Jornal de Notícias”, até 31 de março deste ano, registaram-se 24 internamentos.

Em média, cada utente pagou 20,56 euros por dia. Contudo, como a comparticipação dos encargos do apoio social é determinada em função do rendimento do agregado familiar, alguns utentes nada pagaram para aceder à RNCCI. Quanto à duração, os dados da tutela revelam que os internamentos variaram entre 30 e 90 dias.

No total há 8122 cuidadores informais reconhecidos pelo Estado. A vice-presidente da Associação Nacional de Cuidadores Informais, Maria dos Anjos Catapirra, considera que, tendo em conta o valor cobrado, "poucas pessoas” têm condições para beneficiar do descanso do cuidador, o que poderá explicar o baixo número de cuidadores que optam por tirar os dias de descanso previstos no Estatuto do Cuidador.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: piquete@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas