Sociedade

Revelada a primeira foto de um buraco negro

10 abril 2019 15:19

Não é um aspirador que tudo destrói, como costumamos ver nos filmes de ficção científica, mas uma varinha mágica que faz nascer estrelas e planetas. E dar origem à vida

10 abril 2019 15:19

A primeira foto mostra um disco de poeira e gás a limitar um buraco negro gigantesco, no centro da galáxia Messier 87, a 55 milhões de anos-luz da Terra. Mas o próprio buraco negro não pode ser visto, porque engole tudo, matéria e energia, e nem a luz lhe pode escapar.

A divulgação da primeira foto de um buraco negro, ou melhor, da sua sombra, acaba de ser feita com grande aparato em quatro línguas - inglês, espanhol, mandarim e japonês - e em conferências de imprensa em seis cidades espalhadas pelo Mundo: Bruxelas, Santiago do Chile, Xangai, Tóquio, Taipé (capital de Taiwan) e Washington. O evento, largamente anunciado pela Comissão Europeia e aguardado com grande expetativa pela comunidade científica, teve como objetivo a apresentação dos primeiros resultados de um projeto europeu literalmente astronómico: o Telescópio do Horizonte de Eventos (EHT - Event Horizon Telescope).

No comunicado que acompanha a imagem, a fotografia é classificada como uma “descoberta científica de primeira grandeza”, por constituir uma “prova visual”, que “expande as fronteiras da ciência moderna”. "confirmarem" a teoria da relatividade de Albert Einstein.

Confirmada a teoria da relatividade de Albert Einstein, o comissário Carlos Moedas, titular da pasta da Ciência, Investigação e Inovação, sublinhou que haverá seguramente “um antes e um depois desta imagem”.