Cinema

Globos de Ouro: o realizador de “Três Cartazes à Beira da Estrada” volta à carga e aos prémios com “Os Espíritos de Inisherin”

O novo filme de Martin McDonagh venceu os Globos de Ouro da última noite nas categorias de Melhor Filme de Comédia ou Musical, Melhor Ator para Colin Farrel, e Melhor Argumento para o também realizador. O que nos reserva o também responsável por “Três Cartazes à Beira da Estrada” para o filme apresentado em Veneza e com estreia marcada para 2 de fevereiro em Portugal?

11 janeiro 2023 6:27

Cinco anos depois de “Três Cartazes à Beira da Estrada”, Martin McDonagh voltou a Veneza onde apresentou, em competição, “Os Espíritos de Inisherin” - agora distinguida nos Globos de Ouro da última noite, nas categorias de Melhor Filme de Comédia ou Musical, Melhor Ator para Colin Farrel, e Melhor Argumento para Martin McDonagh (mas falhando os prémios de Melhor Realização, Melhor Ator Secundário, Melhor Banda Sonora e Melhor Atriz Secundária, para os quais também estava nomeado).

É uma história de solidão e desespero, filmada nas ilhas Aran, ao largo de Galway, na Irlanda, onde Pádriac vê Colm, o seu amigo de todos os dias, dizer-lhe que não quer mais nada com ele. Não tem motivo concreto, simplesmente não quer perder tempo com ele, na conversa e nos copos. Tempo, todavia, é o que aqueles ilhéus mais têm, em particular um século atrás, quando a Guerra Civil (terminada com a divisão da Irlanda em dois Estados) troava em terra firme. Mas Pádriac não se conforma com a rude ruptura que o seu parceiro de pub lhe impõe.

Às insistências de aproximação do amigo, Colm vai reagir de um modo surpreendente e drástico. O filme, admiravelmente escrito, caldeia humor e dramatismo com total eficácia (já “Três Cartazes à Beira da Estrada” tocava o mesmo compasso), enquadrando a beleza rude da paisagem com a severidade dos personagens.

A interpretação tem a grande mestria da escola britânica ferrada num quadrunvirato de atores especiais: Colin Farrell, Brendan Gleeson, Kerry Condon e Barry Keoghan.