Revista de imprensa

Gestores acusados da queda do BES reclamam 24 milhões

3 junho 2019 7:48

luís barra

Só Ricardo Salgado reclama mais de 9,9 milhões de euros

3 junho 2019 7:48

Salvo um, todos os ex-gestores do Banco Espírito Santo (BES) que foram considerados responsáveis pela queda da instituição em 2014 estão entre os quase cinco mil credores que foram reconhecidos pela comissão liquidatária da instituição falida. Ao todo, exigem mais de 24 milhões de euros, avança o “Jornal de Negócios” esta segunda-feira.

Ricardo Salgado reclama mais de 9,9 milhões de euros. Seguem-se Morais Pires, que exige 5,6 milhões, Manuel Espírito Santo Silva e José Maria Ricciardi, que pedem ambos cerca de 2,5 milhões, e ainda Ricardo Abecassis, que exige 1,4 milhões. Os restantes administradores apresentaram todos reclamações de créditos inferiores a um milhão de euros.

Segundo o matutino, estes valores constam da lista de credores reconhecidos pela comissão liquidatária do BES, que deu entrada no Tribunal de Comércio de Lisboa na passada sexta-feira, 31 de maio.

José Manuel Espírito Santo Silva foi o único antigo gestor que foi também considerado culpado pela insolvência mas que não apresentou qualquer reclamação de crédito.