Pedro Gomes Sanches

Pedro Gomes Sanches

Sociólogo

  • Ceteris paribus, será Sócrates melhor que Costa?

    Pedro Gomes Sanches

    Ceteris paribus, será Sócrates melhor que Costa?

    28.11.2022 às 10h07

    Pedro Gomes Sanches

    Em 2022, a tresandar a 2009, lembro-me que ao menos, com Sócrates, 'ceteris paribus', ainda apostámos nas renováveis e ameaçámos uma reforma da Administração Pública. Convenhamos: política de energia e reforma do Estado sempre é melhor que falta de energia política e o Estado na reforma. Com Costa não há um vislumbre de visão, um assomo de desígnio, uma réstia de propósito que mobilizem o país

  • 25 de Novembro sempre, comunismos nunca mais

    Pedro Gomes Sanches

    25 de Novembro sempre, comunismos nunca mais

    21.11.2022 às 9h11

    Pedro Gomes Sanches

    Foi só a 25 de Novembro que Portugal estabilizou a sua democracia. Foi só no 25 de Novembro que aquele dia inteiro e limpo, de que Sophia nos falou, se cumpriu. Quem celebra o 25 de Abril e não celebra o 25 de Novembro não celebra a democracia e a liberdade

  • Fechar escolas é coisa de gente ignorante

    Pedro Gomes Sanches

    Fechar escolas é coisa de gente ignorante

    14.11.2022 às 8h33

    Pedro Gomes Sanches

    Se a alternativa à histeria dos activistas e à ignorância dos negacionistas é o conhecimento, fechar escolas é o mesmo que nos fecharmos numa quinta em Waco e seguir um Koresh qualquer (os mais novos podem ir ao Google que eu espero)

  • As pessoas não são objectos que se compram num bazar

    Pedro Gomes Sanches

    As pessoas não são objectos que se compram num bazar

    07.11.2022 às 9h32

    Pedro Gomes Sanches

    O Sebastião não era o "preto", o João não era o "maricas", e a Maria não era a "puta". Onde uns vêem objectos de exclusão os outros vêem objectos de inclusão. E a palavra a reter aqui é: objectos. As pessoas não são medalhas de diversidade para ostentar ante a turba politicamente correcta

  • O que é que as eleições no Brasil têm para nos ensinar?

    Pedro Gomes Sanches

    O que é que as eleições no Brasil têm para nos ensinar?

    31.10.2022 às 9h33

    Pedro Gomes Sanches

    Por cá, como a corrupção raramente incomoda o PS, o seu secretário-geral - tragicamente também primeiro-ministro - apressou-se a apoiar Lula; já Bolsonaro, como exibe excessos grotescos de testosterona e fala grosso, é adulado pelos populistas destros. Estará aqui, nestas pontes pênseis luso-brasileiras, o futuro próximo da política portuguesa? Com o debate polarizado entre um 'statu quo', várias vezes corrupto, demasiadas vezes incompatível e quase sempre nepotista, e os populistas?

  • Simplex político: Khaby Lame na Presidência do Conselho de Ministros, já!

    Pedro Gomes Sanches

    Simplex político: Khaby Lame na Presidência do Conselho de Ministros, já!

    24.10.2022 às 9h03

    Pedro Gomes Sanches

    Na semana em que o Governo começou a pagar os apoios, parece que o Ministério das Finanças exibiu excesso de escrúpulo relativamente aos IBAN a usar para fazer o depósito dos 125 euros. Compreendo: há que ter cautela, não vão os dados que têm lá há anos estarem errados. (...) Mas é curioso: quando é para penhorar contas bancárias a AT não hesita, nunca se engana e raramente tem dúvidas

  • Sr. Presidente, não seja imprudente, Costa tem de subir a encosta

    Pedro Gomes Sanches

    Sr. Presidente, não seja imprudente, Costa tem de subir a encosta

    10.10.2022 às 9h27

    Pedro Gomes Sanches

    Costa quer fugir daqui. Não porque o poder que alcançou pelo seu próprio punho não lhe interesse já, mas porque o trabalho que se lhe exige não é coisa ao seu alcance. Sobretudo com um governo exangue de ideias, em falência técnica e em intermitência ética, do qual ele é o máximo, para não dizer o único, responsável

  • Já Chega! desta moeda

    Pedro Gomes Sanches

    Já Chega! desta moeda

    03.10.2022 às 2h58

    Pedro Gomes Sanches

    Nenhum outro partido se mistura tão frequentemente com os vícios do 'statu quo' como o PS: corrupção, nepotismo, favorecimento indevido e abuso de poder. E em matéria de normalização e alianças com os extremistas, o PS tem mais experiência e mais coisas a dizer. E, no entanto, ninguém lho pergunta. É tempo de mudar isso

  • A culpa da ascensão dos populistas de direita é dos corruptos e dos wokes esquerdistas

    Pedro Gomes Sanches

    A culpa da ascensão dos populistas de direita é dos corruptos e dos wokes esquerdistas

    26.09.2022 às 9h13

    Pedro Gomes Sanches

    Os educadores das massas apanharam um grande Meloni. Mas, desculpem lá, não sejam hipócritas… A senhora Meloni é herdeira dos fascistas italianos. O símbolo dos Fratelli d' Italia ostenta o facho desse tempo. Acho isto deplorável: uma porca miseria. Mas relembro que o Partido Comunista Português é herdeiro da tradição estalinista da URSS e ostenta a foice e o martelo sob a qual se cometeram as maiores atrocidades políticas da História. E recordo como, plácida e oportunisticamente, António Costa anunciou em 2015 que tinha derrubado o muro na política portuguesa