Política

Castelo Branco: concelhia do PS diz que Luís Correia desistiria de candidatura independente se fosse nomeado vice-presidente da CCDR Centro

5 maio 2021 8:42

Luís Correia, em frente à Câmara Municipal de Castelo Branco

nuno botelho

Antigo presidente da Câmara de Castelo Branco recusa-se a comentar as alegações feitas pelo partido

5 maio 2021 8:42

A concelhia de Castelo Branco do Partido Socialista (PS) alega que o ex-presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia, não estaria a disputar a presidência da autarquia albicastrense se o partido o tivesse nomeado para um “cargo político renumerado”, na Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional Centro (CCDRC). Luís Correia desfiliou-se do partido na véspera de anunciar a sua candidatura. A acusação foi feita numa conferência de imprensa, esta segunda-feira.

“Uma candidatura que se diz independente ‘de albicastrenses, pelos albicastrenses e com os albicastrenses’ não existiria se o PS tivesse satisfeito, no imediato, as condições impostas pelo agora candidato independente (isto é, a nomeação para um cargo político remunerado)”. O antigo edil de Castelo Branco recusa-se a falar do assunto: “Não tenho de estar a falar sobre isso porque não entro neste tipo de política”, diz.

Segundo o jornal “Público”, Luís Correia queria que o PS interferisse para ocupar a vice-presidência da CCDRC, cargo que se encontra vago desde janeiro deste ano - altura em que o vice-presidente Jorge Brito se demitiu. O jornal avança, ainda, que o cargo vai ser ocupado pelo atual presidente da Câmara de Vila Nova de Paiva, José Morgado.