Bloco de Leste

Scholz na China, Cimeira do G20, eleições nos EUA. O Mundo a olhar para a guerra a Leste - a análise de Lívia Franco

9 novembro 2022 8:00

Martim Silva

Martim Silva

Diretor-Adjunto

João Martins

Sonoplastia

Lívia Franco, da Universidade Católica Portuguesa, fala no Bloco de Leste de três acontecimentos internacionais, da maior relevância e que de uma forma ou outra são importantes contributos para se entender melhor o conflito militar e o que pode aí vir. Os três acontecimentos são a recente visita do líder do maior e mais poderoso país europeu, Olaf Scholz, à China; A cimeira do G20 da próxima semana. E ainda, as eleições intercalares nos EUA.

9 novembro 2022 8:00

Martim Silva

Martim Silva

Diretor-Adjunto

João Martins

Sonoplastia

Porque é que importa falar da visita do Chanceler da Alemanha à China, do encontro do G20 da próxima semana e das eleições intercalares nos EUA… quando tratamos do conflito militar a Leste?

Os três acontecimentos são importantes do ponto de vista internacional e podem ajudar a perceber o que se segue e as grandes movimentações geopolíticas..

Eis um resumo das principais ideias, sobre os três temas e sua importância, resultantes da conversa com Lívia Franco.

Visita de Olaf Scholz à China:
É a primeira visita de um líder ocidental à China desde a pandemia. E pode sinalizar uma posição da Europa face à China. Um líder europeu foi transmitir a posição da UE à China e Scholz foi muito claro nisso. A China também precisa muito do relacionamento económico com os países europeus. A natureza da política externa chinesa é de grande duplicidade e os europeus têm que trabalhar com isso. Se a Europa quer reagir, não pode deixar de falar e ter comunicação direta com a China.

Cimeira do G20:
Encontramo-nos num contexto de globalização e isso é o palco em que tudo acontece, e o G20 tem como finalidade pôr as maiores economias mundiais a negociar e a pensar. Resta saber quem vai estar no encontro da Indonésia para a semana. E pode haver um encontro bilateral entre Joe Biden e Xi Jinping, que seria muito importante. E tão importante como quem é que está presente são os temas na agenda. Este é um fórum económico. A guerra está na agenda sobretudo pelos seus efeitos na economia, cuja grande preocupação é por exemplo a crise dos cereais, a questão da energia ou da disrupção das cadeias de abastecimento.


Eleições intercalares nos EUA:
As eleições de terça-feira podem marcar uma mudança na política externa norte-americana nos próximos anos, até porque é já em 2024 que temos as próximas presidenciais, e o regresso do trumpismo pode estar ao virar da esquina. Zelensky e Putin, do outro lado do Atlântico, devem estar a seguir com muita atenção o que se passa nas eleições intercalares dos EUA. Até porque se sabe que os norte-americanos são, do ponto de vista militar e não só, os principais doadores do esforço de guerra ucraniano.

Este é o podcast semanal do Expresso dedicado à guerra na Ucrânia. Aqui, todas as semanas olhamos para o que de mais relevante se está a passar no conflito no Leste da Europa.

Procuramos ir além da espuma dos dias e ajudar os nossos ouvintes a navegar no nevoeiro da informação que nos chega em permanência sobre a maior guerra na Europa desde a II Guerra Mundial.

Nesta nova temporada do Bloco de Leste conto com a ajuda de duas das maiores especialistas nesse conflito, que nos habituámos a ler, ver e ouvir ao longo deste tempo. Elas são a Lívia Franco e a Sandra Fernandes, ambas investigadoras e professoras universitárias, que estarão comigo de forma alternada.

Oiça aqui mais episódios: