Opinião

Depois de Melilla e de vendermos sarauís e curdos, o que sentimos pelos ucranianos é hipocrisia

30 junho 2022 8:24

Marrocos vendeu a solidariedade com a Palestina em troca do reconhecimento pelos EUA da ocupação do Sara Ocidental; Espanha vendeu os seus deveres para com o Sara Ocidental em troca da barragem sem pruridos humanitários de migrantes; Suécia e Finlândia venderão os curdos à Turquia para entrarem na NATO. E há quem se indigne com o cinismo de Kissinger. Se existem “valores europeus”, são para consumo da casa

30 junho 2022 8:24

Aproveitando o embalo do reconhecimento da sua soberania sobre o Sara Ocidental por Donald Trump – que a trocou pela normalização das relações de Marrocos com Israel –, Rabat aumentou a pressão sobre Madrid. O seu argumento negocial era não controlar a entrada de migrantes. E tudo se tornou ainda mais difícil para Pedro Sánchez com o internamento do líder da Frente Polisário e presidente da República Árabe Sarauí Democrática, Brahim Gali, por estar infetado com covid. Madrid tinha de saber que “há atos que têm consequências e têm de se assumir”, explicou a embaixadora de Marrocos em Espanha.