Isabel II

Com a morte da rainha Isabel II, filhos de Harry e Meghan Markle são agora príncipes

9 setembro 2022 14:28

O afastamento dos duques de Sussex dos compromissos oficiais e protocolares da família real desgostou Isabel II nos últimos anos de vida

max mumby / indigo / getty images

Protocolo real imposto em 1917 garante automaticamente aos netos do soberano britânico o título de príncipe. Com a ascensão de Carlos III ao trono, chegou a vez dos filhos de Harry e Meghan Markle

9 setembro 2022 14:28

A morte de rainha Isabel II implica fortes alterações no seio da coroa britânica. Os protocolos reais já entraram em curso, com as cerimónias de luto e a transição para o novo rei, Carlos III, desencadeadas prontamente.

Para além da mudança no título oficial de Carlos III, que acumulava o de príncipe de Gales com os de Duque da Cornualha, Duque de Rothesay e Conde de Carrick, também alguns dos seus descendentes diretos irão igualmente receber novos títulos. É o caso dos dois filhos do príncipe Harry, segundo filho de Carlos III, e de Meghan Markle, como explica o "Guardian”.

Archie, primeiro filho de Harry e Meghan Markle

Archie, primeiro filho de Harry e Meghan Markle

pool

Archie Mountbatten-Windsor, de três anos, e Lilibet “Lili” Mountbatten-Windsor, de 15 meses, terão agora o título de príncipe e princesa, respetivamente. A justificação para a mudança prende-se pela ascensão ao trono do pai de Harry, já que os filhos e netos do soberano regente têm automaticamente direito ao título real de príncipe (ao contrário dos bisnetos, como eram Archie e Lilibet em relação à rainha Isabel II). Este direito refere-se a um protocolo real estabelecido originalmente pelo rei Jorge V em 1917.

Em termos práticos, o novo título garante a Archie e Lilibet proteção policial, questão que Meghan Markle declarou publicamente como sendo fundamental para a segurança dos seus filhos.

Em entrevista à apresentadora norte-americana Oprah Winfrey, em março do ano passado, a duquesa de Sussex sugeriu que Carlos III estaria a planear reduzir o nível de despesa da monarquia britânica, o que implicaria uma mudança nos protocolos reais e a recusa de título e proteção para Archie. Markle, na mesma entrevista, chegou a especular que essa decisão, a ser confirmada, estaria motivada em parte por considerações raciais.

Quanto aos filhos do príncipe William e de Kate Middleton, já detinham o título de príncipes mesmo antes de Carlos III ascender ao trono. Isto porque, em 2012, a então soberana expressou a sua vontade de que todos os filhos do casal tivessem o título de príncipes enquanto fosse viva, e não só o mais velho, George, de nove anos - que teria esse direito segundo o protocolo de 1917 de Jorge V, que estipulava que o título era apenas automático para o filho mais velho do filho mais velho do príncipe de Gales,

Quanto ao Príncipe William e Kate Middleton, acrescentam ao seu título de duques de Cambridge o de Duques da Cornualha - habitualmente reservado para o filho mais velho do monarca regente e a sua mulher. William e Kate são agora duque e duquesa de Cambridge e da Cornualha, respetivamente. Poderão ainda herdar o título de príncipe e princesa de Gales, caso Carlos III assim o decida.

Texto de José Gonçalves Neves, editado por Cristina Pombo