Direito de resposta

Direito de resposta

11 janeiro 2023 16:05

Direito de resposta ao artigo “Oeiras: petição contra novas torres de 19 andares no Espargal soma mais de mil assinaturas. A história de um terreno que já foi um matadouro”

11 janeiro 2023 16:05

O Expresso publicou, no dia 5 de janeiro, uma notícia intitulada “Oeiras: petição contra novas torres de 19 andares no Espargal soma mais de mil assinaturas. A história de um terreno que já foi um matadouro”. A notícia refere que a Câmara de Oeiras aprovou, a 9 de novembro de 2022, o envio para discussão pública da “Delimitação da Unidade de Execução do Espargal”, atribuindo a citação ao munícipe Marcos Sá: “Seria importante que os vereadores eleitos pelo PS e pelo PSD se juntassem à vereadora sem pelouro do Evoluir Oeiras e fizessem oposição”.

O PS regista com apreensão que a notícia não tenha verificado a totalidade dos factos sobre a discussão e votação desta proposta deixando subentendida uma posição do PS que não corresponde à realidade. O PS esclarece que, através da Vereadora Filipa Laborinho, votou contra a proposta e na declaração de voto entregue por escrito evoca as seguintes razões:

• N.º de pisos previstos (19 pisos + 2 caves) proposto não acompanha a moda das cérceas da zona envolvente, sendo bastante superior, mais do dobro daquelas.

• Elevado impacto da volumetria dos edifícios, desenquadrados da envolvente;

• Aumento do n.º de fogos (de 222 para 250) propostos, com redução da área de estacionamento e redução de lugares de estacionamento, que trará constrangimentos;

• Riscos detetados e descritos na solução sem propostas concretas à sua mitigação, relativamente ao risco de tsunami e ao risco de ruído.

• Estudo de tráfego efetuado a 15 de fevereiro de 2021, durante um confinamento provocado pela pandemia e verificando-se que este estudo, em vários dos pontos de recolha de dados, apresenta desvios significativos entre as horas de ponta consideradas e as horas de ponta efetivas

Oeiras, 9 de janeiro de 2023

Rui Pedro Nascimento

Presidente da CPC PS Oeiras