Sistema financeiro

Reserva Federal sobe taxa de juro em 25 pontos base apesar da turbulência na banca

Reserva Federal sobe taxa de juro em 25 pontos base apesar da turbulência na banca
Anadolu Agency/Getty Images

A Reserva Federal dos EUA subiu a taxa de juro em 25 pontos base, colocando-a no intervalo entre 4,75% e 5%, o valor mais alto desde 2006

A Reserva Federal norte-americana (Fed) subiu esta quarta-feira a sua taxa de juro em 25 pontos base, preocupada em travar a inflação, mas avisou que a turbulência no setor bancário pode vir a penalizar a economia.

No comunicado divulgado após uma reunião de dois dias, a Fed indicou que a recente crise que afeta os bancos é "suscetível de pressionar a atividade económica, o emprego e a inflação", mas considerou que "a dimensão desses efeitos ainda é incerta".

O banco central reafirmou que "o sistema bancário norte-americano é sólido e resiliente" e disse que o seu comité de política monetária vai continuar "atento aos riscos de inflação".

A principal taxa de juro da Fed fica agora entre 4,75% e 5%, no nível mais alto desde 2006 e a instituição prevê outros aumentos.

A Fed atualizou também as previsões económicas que tinha divulgado em dezembro.

A inflação para 2023 foi revista em alta de 3,5% para 3,6% e para 2024 as previsões apontam para 2,6% em vez de 2,5%.

Em relação ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) os números foram revistos ligeiramente em baixa. A Fed antecipa agora um crescimento de 0,4% este ano, em vez de 0,5% e para o próximo ano prevê 1,2% em vez de 1,6%.

O presidente da Fed, Jerome Powell, vai explicar as decisões do banco central norte-americano em conferência de imprensa.

Esta reunião da Fed ocorre depois do colapso dos bancos regionais norte-americanos Silicon Valley Bank (SVB), Signature Bank e Silvergate, o que criou uma vaga de inquietação. Governos, bancos centrais e reguladores tiveram de intervir para tentar restabelecer a confiança e evitar o contágio.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: clubeexpresso@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas