Exclusivo

Tecnologia

Fábrica de Unicórnios arranca com investimento de oito milhões

Fábrica de Unicórnios arranca com investimento de oito milhões

Nova unidade de empreendedorismo vai implicar um investimento de oito milhões de euros

Carlos Moedas cumpriu esta quinta-feira uma das promessas da campanha eleitoral para a presidência da Câmara de Lisboa com o lançamento da Fábrica de Unicórnios, que tem em vista apoiar empresas com negócios inovadores que valham mais de mil milhões de dólares (€999 milhões).

A nova Fábrica de Unicórnios vai arrancar com um investimento de €8 milhões para três anos de funcionamento, que é repartido pelo município e uma lista de parceiros que inclui Delta, Galp, Fidelidade, BPI, PwC CuatreCasas, e também Google, Amazon, Microsoft, CGD, entre outros. O arranque está previsto para 2023, e tem em vista a captação de startups para o edifício da Factory que está em fase de conclusão no Hub Criativo do Beato.

A Fábrica de Unicórnios tem como principal braço operacional a Startup Lisboa, entidade que tem vindo a apoiar novos negócios em estágios iniciais. De resto, a direção da “nova Fábrica” deverá ser assumida por Gil Azevedo, diretor da Startup Lisboa. O próximo ano arranca com dois programas: um que visa apoiar 20 negócios de grande potencial com ferramentas e apoios necessários para chegarem ao estatuto de unicórnio; e um segundo que pretende incentivar empresas com potencial de unicórnio a migrarem para Lisboa.

Questionado pelo Expresso, Carlos Moedas destaca o projeto como “o maior investimento em inovação alguma vez realizado em Portugal”. O edil admite mesmo que a Fábrica possa funcionar como trampolim para uma nova fase da vida das instalações que, em tempos, pertenceram à Manutenção Militar – e que têm tido dificuldade em cumprir os prazos inicialmente idealizados para a conclusão das obras de remodelação.

“Depois de 5 anos em que o Hub Criativo do Beato não arrancou, é um enorme orgulho poder estar finalmente a abrir oficialmente o escritório da Unicorn Factory no Hub do Beato”, refere o presidente da Câmara. O antigo Comissário Europeu com a pasta da Inovação mantém a expectativa de tornar Lisboa a capital da nova geração de negócios. E em jeito de balanço preliminar recorda que, desde o início de mandato como presidente do Município, Lisboa já garantiu oito investimentos de empresas internacionais que estão classificadas como unicórnios devido à valorização.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: senecahugo@gmail.com

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas