Economia

Atividade económica em Portugal em setembro já está abaixo da registada há um ano

15 setembro 2022 11:52

Foto: Getty Images

Depois de ter desacelerado em agosto, na semana terminada a 11 de setembro a economia portuguesa teve já uma variação negativa face ao mesmo período de 2021, sinaliza o Banco de Portugal

15 setembro 2022 11:52

O impacto da escalada dos preços - em particular da energia -, a subida dos juros impulsionada pelo endurecimento da política monetária do Banco Central Europeu para conter a inflação, e a incerteza associada à guerra na Ucrânia começam a pesar com mais força sobre a economia portuguesa.

Ao fim de várias semanas de abrandamento sucessivo, a atividade económica no país está a recuar em setembro face ao mesmo período do ano passado. É isso que sinaliza o indicador diário de atividade económica (DEI), calculado pelo Banco de Portugal (BdP).

Os dados foram atualizados esta quinta-feira e, segundo uma nota publicada pelo BdP na sua página na internet, “na semana terminada a 11 de setembro, o indicador diário de atividade económica (DEI) aponta para uma taxa de variação homóloga da atividade inferior à observada na semana anterior”. E já sinaliza uma variação negativa face ao ano passado.

De facto, nessa semana – que abrange o período entre 5 de setembro e 11 de setembro –, a média móvel semanal do DEI indica uma queda homóloga da atividade económica de 1,8%.

Isto depois de na semana anterior – que abrange o período entre 29 de agosto e 4 de setembro – ter registado uma expansão de 0,5%.

Este indicador compósito, que procura traçar, quase em tempo real, um retrato da evolução da atividade económica no país, fechou julho a crescer a dois dígitos face a 2021, mas foi sucessivamente abrandando ao longo de agosto. Agora, já em setembro, entrou mesmo em território negativo.

O BdP calcula também a taxa trienal do DEI, que traduz o crescimento acumulado num período de três anos, ou seja, entre 2019 - antes da crise pandémica - e 2022. E as notícias voltam a não ser positivas.

Este indicador estava em terreno positivo desde meados de fevereiro, com exceção de um curto período no início de junho, sinalizando que a atividade económica em Portugal está acima do patamar pré-crise.

Contudo, no início de setembro caiu para valores negativos e a tendência acentuou-se na semana terminada a 11 de setembro, com uma queda de 1,6%. Na semana anterior, esta taxa estava nos -1,1%

O DEI é um indicador compósito, calculado pelo BdP, que reúne dados de alta frequência e procura traçar um retrato, quase em tempo real, da evolução da atividade económica em Portugal. Assim, cobre diversas dimensões, sumariando a informação das seguintes variáveis diárias: tráfego rodoviário de veículos comerciais pesados nas autoestradas, consumo de eletricidade e de gás natural, carga e correio desembarcados nos aeroportos nacionais e compras efetuadas com cartões em Portugal por residentes e não residentes. Os dados são habitualmente atualizados à quinta-feira pelo BdP, podendo os valores passados ser revistos pelo banco central.