Economia

Projeto português quer fazer a ponte entre a inovação mediterrânica e as empresas

13 julho 2022 15:12

andriy onufriyenko

Ligar projetos de investigação científica de toda a bacia mediterrânica às empresas é o objetivo da iniciativa S3E, apresentada esta quarta-feira, em Lisboa

13 julho 2022 15:12

Ligar projetos de investigação científica de toda a bacia mediterrânica às empresas é o objetivo da iniciativa S3E, apresentada esta quarta-feira, 13 de julho, em Lisboa, que vai contar com financiamento da União Europeia na ordem de um milhão de euros.

A S3E pretende “capacitar investigadores de todo o arco do sul da Europa na comercialização de tecnologias”, afirma Pedro Vilarinho, diretor-geral da HiSeedTech, em declarações ao Expresso.

A HiSeedTech, associação que visa ligar os projetos de investigação científica às necessidades correntes das empresas, irá coordenar este projeto que contará com um financiamento de 1 milhão de euros do programa Horizonte Europa. A duração prevista é de 30 meses e arranca já esta quarta-feira.

De acordo com a S3E, a iniciativa "centra-se na aceleração de projetos e startups que atuam no domínio da deep tech (tecnologia criada a partir de descobertas científicas), ajudando a tornar tangível a inovação com base em ciência e a materializá-la em soluções pioneiras, duradouras e resilientes, com elevado potencial de criação de valor e de geração de mudança na sociedade."

"Para o efeito terá em operação um conjunto de 50 equipas multidisciplinares criadas pelos próprios parceiros do S3E, orientadas por 60 mentores, que ao longo de dois anos e meio se propõem contactar cerca de mil grupos de investigação e assim acionar uma ampla rede que conduza aos objetivos estabelecidos", explicam.

Dilema do financiamento

“É uma atividade que como associação já fazemos, só que fazíamos focados em Portugal e achámos que seria uma oportunidade para expandir a nossa atividade para outros países”, explica Pedro Vilarinho.

A tarefa alarga-se, assim, a uma geografia muito mais vasta. Propõem-se procurar empresas que necessitem de tecnologias para resolver problemas, de modo a fazer o casamento entre essas empresas e equipas de investigação.

Ou então startups que possam dar resposta a essas necessidades das empresas, que “não são necessidades imediatas, são de médio, longo-prazo. Desafios que necessitem de investigação científica para serem resolvidos”, esclarece Pedro Vilarinho.

Há também o desafio, comum entre estes projetos de inovação, que é a existência, segundo o mesmo responsável, de uma grande “dificuldade de financiamento para atravessar o ‘vale da morte’” - a altura em que há um protótipo de produto, mas não há dinheiro para produzi-lo de forma a criar mais receitas.

“Somos muito bons a fazer ciência, mas há muito pouco financiamento para transportar ciência para o mercado”, considera. O objetivo é ajudar os projetos a procurar fundos nacionais e europeus para financiar essa transição.

Objetivos de sustentabilidade

O consórcio de quatro parceiros da HiSeedTech vai abrir duas chamadas para participação. “E o objetivo é que em cada chamada haja 25 equipas de investigação a concorrer”, detalha Pedro Vilarinho.

A primeira focar-se-á nos projetos que respondem às necessidades dos objetivos de desenvolvimento sustentável com mais impacto económico, e a segunda nos projetos com mais impacto social.

Entretanto, startups já em fase mais avançada de angariação de capital irão ser recrutadas pela iniciativa S3E para ajudarem na procura de financiamento aos projetos selecionados, seja através de capital de risco, seja através de fundos europeus.

Numa terceira altura, “iremos primeiro procurar as empresas que têm necessidades tecnológicas e depois formatamos as necessidades que elas têm de forma a conseguir comunicá-las às startups e às equipas de investigação. Depois vamos procurar as equipas de investigação que possam dar resposta a essas necessidades”.

Os parceiros da HiSeedTech são a European Public Law Organization (EPLO), a International Development Ireland Ltd. (IDI), e a Australo Interinnov Marketing Lab Sl.