Economia

Rússia em 'default': Moscovo falha pagamento de dívida externa pela primeira vez desde 1918

27 junho 2022 8:10

getty images

A Rússia entrou em incumprimento, ao falhar o pagamento de dívida externa, cujo período de carência terminou no domingo. Moscovo acusa o ocidente de fabricar um " default artificial" ao não deixar o país fazer os pagamentos

27 junho 2022 8:10

A Rússia entrou em default (incumprimento), ao falhar o pagamento de dívida em moeda estrangeira pela primeira vez desde 1918, segundo noticia a "Bloomberg".

Em causa está o pagamento de 100 milhões de dólares em juros que venciam em 27 de maio e cujo período de carência (30 dias após a primeira falha) terminou no domingo, 26 de junho. Alguns detentores da dívida disseram à agência Reuters que não receberam o dinheiro, confirmando a suspeita de default.

Durante meses, o país encontrou caminhos para contornar as penalidades impostas após ter invadido a Ucrânia. A Rússia tem tentado manter os pagamentos de juros pendentes, uma vez que as sanções ocidentais desligaram o país do sistema financeiro global e tornaram os seus ativos intocáveis ​​para muitos investidores.

Por várias vezes - incluindo na semana passada - Moscovo disse que não havia motivo para o incumprimento, que tinha dinheiro, mas que era forçada a não pagar. Por isso, queria fazer o pagamento em rublos. Como é impossível, a Rússia acusa o ocidente de fabricar um "default artificial".

Assim, Moscovo está perante o primeiro incumprimento desde 1998 - quando falhou um pagamento de dívida nacional (em rublos). Porém, é a primeira vez desde 1918 que a Rússia entra em default por falhar o pagamento de dívida em moeda estrangeira.

A entrada em incumprimento parece ser apenas simbólica, pois as suas consequências são semelhantes às já aplicadas a Moscovo por ter invadido a Ucrânia.

Porém, além da difícil situação económica em que o país ficou ao iniciar a Guerra, a entrada em default pode trazer um "estigma" que se refletirá em futuros empréstimos.