Economia

Iberdrola e Prosolia juntam-se para investir 850 milhões de euros em energia solar em Portugal e Espanha

Portugal continua a atrair um elevado interesse de investidores em energia solar
Portugal continua a atrair um elevado interesse de investidores em energia solar

As duas empresas firmaram uma parceria para construir cinco centrais fotovoltaicas de larga escala. Uma delas é a que a Prosolia está a tentar licenciar em Santiago do Cacém, projeto no qual a Iberdrola assumirá uma participação de 50%

A espanhola Iberdrola e a empresa Prosolia, de capitais mistos portugueses e espanhóis, firmaram uma parceria para investirem 850 milhões de euros em cinco projetos de energia solar até 2025, segundo avançou à agência Reuters Pedro Pestana Aguiar, administrador da Prosolia.

A parceria contempla quatro centrais solares em Espanha e uma mega-central solar em Portugal, a central THSiS, em Santiago do Cacém, que terá mais de 1000 megawatts (MW) de capacidade e, se passar no licenciamento ambiental, será a primeira central fotovoltaica do país com mais de 1 gigawatt (GW).

Segundo indicou Pedro Pestana Aguiar, a Iberdrola ficará com 50% do projeto de Santiago do Cacém. Um porta-voz da Iberdrola confirmou à Reuters que a empresa firmou um acordo de desenvolvimento com a Prosolia, mas escusou-se a dar detalhes.

Quando o Expresso revelou o projeto da Prosolia para Santiago do Cacém a empresa estimava que o investimento global só nesse empreendimento pudesse rondar os mil milhões de euros. Atendendo ao número entretanto avançado à Reuters, o custo do projeto em Portugal deverá ser mais baixo.

Segundo explicou fonte da Prosolia ao Expresso, a redução do investimento em Santiago do Cacém está ligada a um corte na dimensão de armazenamento do projeto (que prevê um parque de baterias), mas também a uma estimativa mais baixa de custos com os equipamentos fotovoltaicos.

"Com este acordo, a Iberdrola reforça a sua estratégia de crescimento em Portugal e a Prosolia Energy avança no seu objectivo de se tornar um player de referência na transição energética na Europa", disse Pestana Aguiar, citado pela Reuters.

A Prosolia Energy terá a maior parte do capital dos quatro parques da Espanha, mas sua gestão operacional será paritária com a Iberdrola, acrescentou.

Em 2020, a Prosolia fez uma parceria com a Omnes Capital, com sede em Paris, para financiar a construção e operação de projectos renováveis ​​de grande escala na Europa com uma carteira de desenvolvimento superior a 2 GW.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: piquete@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas