Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Dicas de poupança: vêm aí comissões no MB Way? Só pagamos se quisermos

Se há bancos que não cobram comissões pelo uso do MB Way, usemos os que não cobram enquanto assim for Foto D.R.

Pedro Andersson

Pedro Andersson

texto

Jornalista

Sou utilizador diário do MB Way. Várias vezes por dia. Acho que é das aplicações mais úteis que inventaram nos últimos anos. Aliás, praticamente só pago através do MB Way. Encosto o telemóvel ao multibanco e já está. É assim que pago o café todos os dias na SIC. E o almoço, e tudo o resto. Já nem ando com a carteira no bolso. E quando preciso de pagar a minha parte de um almoço ou de um jantar é assim que transfiro o dinheiro para os meus colegas e amigos. E sempre de graça, sem pagar comissões. Pois. Mas até quando?

Já somos um milhão de utilizadores do MB Way. E ficámos todos alarmados com a notícia de que o BPI ia começar a cobrar 1,20 euros por transferência a partir de maio. Podem até dizer que não vão cobrar e que só está no preçário por estar. Tudo bem, mas está. E também está nos preçários de outros bancos. Para mim isto não é surpresa. Já previa isto desde o primeiro dia. Um serviço é gratuito até ter muitos clientes. Assim que tem muitos utilizadores, passa a ser pago. É um percurso perfeitamente normal.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)