Boa Cama Boa Mesa

Saiba tudo sobre o restaurante brasileiro em Lisboa onde Lula da Silva almoçou carabineiro e robalo

19 novembro 2022 13:01

Mal aterrou em Lisboa, o novo presidente do Brasil dirigiu-se ao Cícero Bistrot, em Campo de Ourique, que pertence ao ex-banqueiro Paulo Dalla Nora, e à mesa sentaram-se figuras relevantes da política e da fiscalidade brasileira.

19 novembro 2022 13:01

Foi uma surpresa absoluta na Rua Saraiva Carvalho, 171, em pleno bairro de Campo de Ourique, em Lisboa, o que aconteceu ao almoço de sexta-feira, dia 18. Em segundos, motas da polícia cortaram a circulação e de um carro topo de gama sai, para surpresa e aclamação dos muitos transeuntes que por ali passaram, Luis Inácio Lula da Silva, presidente eleito do Brasil.

Paulo Dalla Nora Macedo e Lula da Silva

Paulo Dalla Nora Macedo e Lula da Silva

O novo presidente do Brasil deslocou-se a Campo de Ourique imediatamente a seguir a ter chegado a Lisboa, com uma comitiva onde, além da mulher Janja, fazia parte o ex-ministro da Educação Fernando Haddad, que se juntaram ao ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), e ao economista José Roberto Afonso, especialista em contas públicas, um dos pais da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O anfitrião, o ex-banqueiro Paulo Dalla Nora, que reside em Lisboa, também se juntou ao grupo.

Carabineiro e robalo do mar, pescado no anzol, em molho de coco e azeite de dendê, arroz basmati, salpicado com salsa

Carabineiro e robalo do mar, pescado no anzol, em molho de coco e azeite de dendê, arroz basmati, salpicado com salsa

Da vasta carta de especialidades que cruzam a gastronomia dos dois países, Lula da Silva optou por almoçar “Carabineiro e robalo do mar, pescado no anzol, em molho de coco e azeite de dendê, arroz basmati, salpicado com salsa” (€39), que acompanhou, tal como o resto da refeição, com champanhe.

Painel de uma gola de maracatu, símbolo dos guerreiros brasileiros e de Pernambuco oferecido a Lula da Silva

Painel de uma gola de maracatu, símbolo dos guerreiros brasileiros e de Pernambuco oferecido a Lula da Silva

No final do almoço, Paulo Dalla Nora ofereceu a Lula da Silva um painel de uma gola de maracatu, símbolo dos guerreiros brasileiros e de Pernambuco, acompanhada de uma carta onde se pode ler que “Essa gola é muito mais do que uma simples vestimenta que vai e volta de Pernambuco. Ela é a própria essência da nossa gente guerreira do Brasil. Das muitas mulheres e homens que, assim como Cícero e Dom Helder, vestiram, vestem e vestirão a gola da liberdade, da Justiça, da superação da pobreza, do crescimento, do desenvolvimento e da prosperidade para todos, deste Brasil que gosta e sabe se relacionar com o mundo”.

Na rua, por esta altura, já eram às centenas as pessoas que aguardavam o presidente eleito. Muitos de nacionalidade brasileira que deram algumas dores de cabeça à segurança. Lula da Silva ignorou o possível perigo e fez questão de cumprimentar todas as pessoas e deixando-se fotografar com muitas delas.

Cícero Bistrot

O Cícero Bistrot é um restaurante - galeria de arte que homenageia o artista plástico brasileiro, nascido em Escada, Pernambuco, Cícero Dias, ícone do modernismo brasileiro, que viveu boa parte da sua vida na França e uma parte, durante a segunda guerra, em Lisboa. Situado em Campo de Ourique, pertence ao casal Ana Carolina Silva e Paulo Dalla Nora Macedo. O ex-banqueiro, em março, colocou em dois contentores toda a sua mobília, uma preciosa coleção de obras de arte, que inclui 65 quadros de artistas plásticos de renome nacional e internacional e toda biblioteca de clássicos, e mudou-se com a mulher e os dois filhos para Lisboa.

Dalla Nora era herdeiro de uma empresa de transportes e seguros no Nordeste brasileiro, comprada pela Prosegur, e foi um dos sócios do Banco Gerador, que foi vendido em 2016. Dedica-se a causas sociais, é vice-presidente do Instituto Política Viva, e criou o Poder do Voto, que ajuda cidadãos a acompanhar e entender votações no Congresso.

Cícero Bistrot

Cícero Bistrot

Na ementa do Cícero Bistrot encontra propostas criadas pelo chef Hugo Cortez, 42 anos, que incluem “Creme de peixe da nossa costa com telha de broa trufada” (€12) ou “Bacalhau seleção fumado em cesto de brick, mescla de alfaces e rúcula, pesto de manjericão e Aneto, areia de azeitona preta” (€22). Do “Mar” chega o “Carabineiro e robalo do mar, pescado no anzol, em molho de coco e azeite de dendê, arroz basmati, salpicado com salsa” (€39) e da “Terra” o “Lombo de novilho maturado por 12 dias, brunoise de batata com poejo, espargos verdes grelhados, molho de palmito” (€35) e ainda a “Perna de pato francês cozinhada a baixa temperatura, arroz de caju e uva-passa, salada de funcho com laranja” (€25).

Trufas Brancas em Campo de Ourique

Trufas Brancas em Campo de Ourique

Nesta época é servida uma ementa espacial, chamada “Trufas Brancas em Campo de Ourique”, com Trufas de Alba, servidas numa “Omelete com trufas brancas” (€38), num “Risoto de trufas brancas com vieiras” (€48) e num “Lombo maturado ao molho de boleto com cremoso de vitelote e trufas brancas” (€58). O Cícero Bistrot (Rua Saraiva de Carvalho, 171, Lisboa. Tel. 966 913 699) serve almoços de terça a quinta das 12h00 às 15h00 e à sexta e ao sábado das 12h00 às 15h30. Os jantares de terça e quarta-feira são das 19h00 às 23h30, e de quinta a sábado das 19h00 às 00h00.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!