Boa Cama Boa Mesa

No Jardim do Sr. Lisboa leva-se à mesa o “lado mais sexy dos vegetais”

26 setembro 2022 12:18

O novo restaurante, em São Bento, aposta nos produtos da horta, sem fundamentalismos, no brunch e nos cocktails. Neste jardim, a esplanada convida a jantares demorados, e a pedir “Venham mais cinco, mas não paga o Zeca”. Chama-se Jardim do Sr. Lisboa é uma das novidades do final de verão na capital.

26 setembro 2022 12:18

É mais uma aventura do projeto Sr. Lisboa e uma das novidades do final do verão na capital. Depois da abertura da Cozinha, na Rua de São José, o Sr. Lisboa aventura-se pelo Jardim, na Rua de São Bento, com vista para a Assembleia da República. Destacam-se a generosa esplanada e os vegetais, trabalhados de forma criativa, de acordo com a estação, e que se assumem como indiscutíveis protagonistas, seja do jantar, do brunch de fim de semana ou em inusitados cocktails de autor.

O Jardim do Sr. Lisboa

O Jardim do Sr. Lisboa

Mal se cruza o portão do Jardim do Sr. Lisboa fica o aviso de que este, apesar da devoção vegetal, não é um restaurante vegetariano. É antes um manifesto de sustentabilidade, com consciência do impacto que a criação e produção animal tem no planeta. Ou seja, da cozinha saem pratos a primar pelo equilíbrio, nunca descurando a carne e o peixe. Ao fim de semana, assume a tranquilidade de um demorado brunch, com opções para os mais ou menos aventureiros.

Francisco Breyner, responsável pelos restaurantes A Cozinha e O Jardim do Sr. Lisboa, assume que “o Jardim do Sr. Lisboa foi um desafio pessoal a que nos propusemos. Eu e o Pedro de Sousa (chef executivo) tínhamos vontade de fazer algo do género há muito tempo, um restaurante que celebrasse o lado mais sexy dos vegetais. Queríamos obrigar-nos a pensar e a fazer diferente do que existe na cidade e no país, e o resultado deixa-nos muito orgulhosos”.

Venham mais cinco, mas não paga o Zeca

Venham mais cinco, mas não paga o Zeca

Da criatividade de Pedro de Sousa, que também divide o tempo e mestria entre os dois restaurantes, manda para a mesa do jantar o couvert (€5), composto por pão de fermentação natural da padaria vizinha Marquise, manteiga de levedura e miso e azeitonas do Douro com algas da costa portuguesa. A ementa arranca com a categoria Bucha, composta por pratos pensados na partilha, como no caso do “Confronto do mar ao jardim” (€6,50), um flatbread de kombu, mexilhões, tomate de coração de boi semi desidratado e flores do Jardim, ou o “E umas ostras no Jardim” (€5), com chilli lacto fermentado, água de tomate fumada e óleo de salsa. Salta à vista ainda o “Venham mais cinco, mas não paga o Zeca” (€7), composto por croquetes de beringela com molho de gemas e whiskey, ou o “Pede-me isto!” (€6), ou seja, tarteletes de cogumelos, manteiga castanha e ervas do Jardim.

Bife à Jardim

Bife à Jardim

O menu do Jardim do Sr. Lisboa apresenta depois em pratos mais consistentes, na secção Piquenique, de onde se destacam o “Esta flor não se cheira, frita-se” (€9), uma couve-flor frita, o “Chora agora!” (€12), um tártaro de beterraba semi-desidratada e fumada com emulsão de manteiga queimada, e a “Miss Batata” (€6), feita com espuma de batata, alcaparras, café, óleo de salsa e de pimenta rosa. Debaixo de olho ficam também o “Tomatas-me” (€10), que usa peixe da lota em salmoura, texturas de tomate e flores do Jardim, e a refrescante opção “Até parece que estou de férias” (€12), com melão, framboesas, ameixas lacto fermentadas e óleo de hortelã.

Pastel de nata

Pastel de nata

As sobremesas também têm lugar de destaque na ementa do novo restaurante, com o já conhecido “Pastel de nata” (€8), uma especialidade da Cozinha do Sr. Lisboa que chega à mesa sob a forma de creme de pastel de nata, molho de canela e gelado de café. Há ainda a “Laranjada” (€6), uma torta de laranja, gelado de iogurte e pólen de abelha, e o original “Cuidado que o Figo Pica” (€6,50), uma pavlova de maçã verde e catos.

O Jardim do Sr. Lisboa

O Jardim do Sr. Lisboa

Um jardim no ambiente e no copo

Os elementos que compõem um jardim e que remetem, de alguma forma, para a natureza estão presentes em cada canto do restaurante. A grande árvore no centro da sala principal dá as boas-vindas aos clientes, que encaram com um cenário de folhagens verdejantes por todo o restaurante. Os assentos das cadeiras floridos e cheios de cor contrastam com as madeiras e o mármore, materiais nobres escolhidos para servirem de pilares a este Jardim. Também as loiças assumem um protagonismo especial, uma vez que as cerâmicas foram feitas artesanalmente e desenhadas à medida de cada prato do menu por marcas como Studioneves ou pela artesã Inês Prats.

No bar marmoreado, cujos janelões se abrem para a esplanada ter acesso direto ao balcão, servem-se vários cocktails de autor, resultado de uma consultoria com Constança Cordeiro da Toca da Raposa. Com nomes de flores que dão vida a qualquer jardim, estes cocktails usam ingredientes naturais como elementos principais, como no caso do “Orquídea” (€10), com rum, gerânio de rosa, morango e espumante, o “Dália” (€10), com gin, goiaba e cedro, ou o “Papoila” (€10) com gin, aipo, xerez e tónica. Para tornar a experiência ainda mais especial, o início da refeição é marcado por um cocktail de apresentação em estilo de “couvert líquido” com o “Lírio” (€4), feito com tequila, pepino e topinambur.

Brunch

Brunch

Nos vinhos, é o sommelier Diogo Frade que põe ordem na garrafeira, onde 70% da carta corresponde a vinhos naturais, portugueses e internacionais. Entre mocktails, digestivos, cervejas artesanais e sumos, há ainda uma seleção de kombuchas caseiras expostas em grandes garrafões de vidro no balcão.

Aos fins de semana, O Jardim do Sr. Lisboa abre as portas mais cedo para servir um menu de brunch entre as 10h00 e as 16h00. A ementa dá destaque às originais tostas abertas, com combinações maioritariamente vegetais, mas não esquece os mais habituais pratos de ovos, panquecas e bowls.

Ao contrário do pequeno espaço intimista que é a Cozinha, o restaurante Jardim do Sr. Lisboa (Rua de São Bento, 202, Lisboa. Tel. 213961529) ganha dimensões mais desafogadas, contando com cerca de 120 lugares, divididos entre a sala interior e o seu terraço. A esplanada, assente num deck de madeira e rodeada de plantas, assume-se como um pequeno refúgio da azáfama do centro da cidade, onde se pode almoçar, jantar ou ir ao brunch, de segunda a sexta das 12h00 às 00h00, ao sábado e domingo das 10h00 às 00h00.

O Jardim do Sr. Lisboa

O Jardim do Sr. Lisboa

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!