Blitz

A alegria, segundo Nick Cave: “Existe no pior e no melhor do mundo”

24 janeiro 2023 10:59

Nick Cave. Foto: Getty Images

Nick Cave voltou a dirigir-se aos fãs através do seu website, o “Red Hand Files”. Desta vez, falou sobre a alegria

24 janeiro 2023 10:59

Nick Cave voltou a dirigir-se aos fãs através do website “Red Hand Files”, após ter sido questionado sobre “o que é a alegria” e sobre se era “um otimista”. O músico australiano respondeu com frontalidade: “Se não trabalhamos para projetar alegria no mundo, o que é que estamos cá a fazer?”.

“Se tornamos o sofrimento o foco das nossas atenções, se testemunharmos apenas a malevolência do mundo, estamos a fazer o trabalho do diabo”.

Admitindo que o mundo “se encaminha para o desastre”, Cave acrescentou: “Tenho muita esperança no futuro”. “Sou um otimista por necessidade. Por experiência própria, o pessimismo é uma posição corrosiva e prejudicial, lançando a sua sombra sobre todas as coisas, levando a uma espécie de doença social”, continuou.

Para Cave, lutar pela alegria “é um chamamento e uma prática”, feitos “com a consciência dos termos deste mundo santificado e angustiado”. “A alegria existe no pior e no melhor do mundo. E encontra a sua verdadeira voz no seu oposto”.

“A alegria canta pequenas e luzentes canções na escuridão - momentos que se descartam facilmente, e que são os pontos radiantes de luz que penetram o desespero, de forma a validar o mundo. É assim que a luz entra, conta-nos o Leonard Cohen, lançando o seu génio e a sua alegria sobre o cosmos, para sempre”.

“A alegria é um espasmo insistente de desafio em relação à escuridão do mundo”, rematou. “Procurem-na, que ela está lá”.