Blitz

Amber Heard aceita pagar um milhão de dólares a Johnny Depp para encerrar processo

20 dezembro 2022 8:32

getty images

“Tomei essa decisão depois de perder a fé no sistema de justiça americano, onde o meu testemunho público serviu como entretenimento e deu o que pensar nas redes sociais”

20 dezembro 2022 8:32

A atriz Amber Heard anunciou esta segunda-feira que chegou a um acordo para encerrar o recurso no processo de difamação que a opõe a Johnny Depp, concordando em pagar um milhão de dólares ao ex-marido.

"Depois de uma longa reflexão tomei a difícil decisão de fechar um acordo", divulgou a atriz através da rede social no Instagram, sem especificar os termos financeiros.

A atriz de 36 anos recorreu inicialmente contra o veredicto conhecido em junho, quando foi condenado a pagar 10 milhões de dólares (cerca de 9,4 milhões de euros) à estrela de filmes como os Piratas das Caraíbas, que por sua vez foi condenado a pagar 2 milhões de dólares (cerca de 1,9 milhões de euros) a Heard.

"Tomei essa decisão depois de perder a fé no sistema de justiça americano, onde o meu testemunho público serviu como entretenimento e deu o que pensar nas redes sociais", acrescentou a atriz.

Os advogados de Johnny Depp, de 59 anos, saudaram a conclusão deste acordo na segunda-feira, noticiou a agência France-Presse (AFP).

"Temos o prazer de encerrar oficialmente este capítulo doloroso para o Sr. Depp, que deixou claro ao longo deste processo que a sua prioridade é revelar a verdade", referiram os advogados Benjamin Chew e Camille Vasquez.

"O pagamento de um milhão de dólares [cerca de 940 mil euros] - que o Sr. Depp se compromete a doar para instituições de caridade, o que ele realmente fará - demonstra que a Sra. Heard reconhece as conclusões" da justiça, acrescentaram.

A batalha legal entre o antigo casal começou num artigo publicado pelo Washington Post em 2018, na qual Amber Heard se descrevia como "uma figura pública que representa a violência doméstica", sem citar o ex-marido.

Assegurando que esse texto havia destruído a sua reputação e a sua carreira, Johnny Depp processou a ex-mulher por difamação, com um pedido de 50 milhões de dólares (cerca de 47 milhões de euros) de indemnização. Amber Heard contra-atacou e exigiu o dobro.

Ao fim de seis semanas de audiências, os jurados do tribunal de Fairfax, nos subúrbios de Washington, concluíram que os ex-cônjuges se difamaram, mas estimaram que os danos sofridos por Johnny Depp foram maiores.

O julgamento, altamente divulgado e transmitido em direto pela televisão, foi acompanhado por milhões de telespetadores em todo o mundo e provocou uma explosão de mensagens hostis à atriz nas redes sociais.