Blitz

Vasco Sacramento, manager de Abrunhosa e Zambujo: “Estamos a viver uma época demasiado pop. A ditadura do algoritmo é castradora”

21 novembro 2022 15:05

Vasco Sacramento

rita carmo

“Hoje é mais difícil trazer a Portugal um artista africano ou jazz. Até o ‘indie' está a passar por uma fase difícil. Na nova geração há uma hipervalorização do conceito de espetáculo e imagem”, acredita Vasco Sacramento, manager/agente de artistas e promotor de espetáculos. Para ouvir no podcast Posto Emissor

21 novembro 2022 15:05

No Posto Emissor desta semana, Vasco Sacramento, diretor da Sons em Trânsito, agência responsável pela gestão de carreiras de nomes como António Zambujo, Pedro Abrunhosa ou Carolina Deslandes, reflete sobre o momento que a indústria dos espetáculos atravessa.

“Estamos a viver uma época demasiado pop. Esta ditadura do algoritmo é castradora”, afirma.

“Hoje é mais difícil trazer a Portugal um artista africano ou jazz. Até o indie está a passar por uma fase difícil. Há uma desvalorização da música ao vivo e uma híper valorização do espetáculo e da imagem.”

Para ouvir a resposta completa, vá até aos 24m 23s.