Blitz

Assaltante de Kim Kardashian planeou roubo durante 2 anos com ajuda de posts no Snapchat. “Ela deitava dinheiro fora. Não me sinto culpado”

22 agosto 2022 16:32

Kim Kardashian

dominique charriau/getty images

“Fui à internet e vi as joias dela. Ela mostrava tudo em todo o lado”. Um dos homens que assaltou Kim Kardashian num hotel, em 2016, assume que sabia que ela estava sozinha no quarto e quais os artigos de valor que a 'socialite' tinha consigo. E afirma que consegui fugir porque a secretária de Kardashian ligou para o 911, número de emergência nos EUA, quando a situação ocorreu em Paris

22 agosto 2022 16:32

Um dos homens que assaltaram Kim Kardashian num quarto de hotel em Paris em 2016, Yunis Abbas, de 67 anos, revelou em entrevista à Vice que o roubo foi planeado ao longo de dois anos com base nas publicações da estrela de reality shows e ex-mulher de Kanye West em redes sociais como o Snapchat. “Fui à internet e vi as joias dela. Vi o anel dela. Vi que ela o mostrava em todo o lado”, explica o homem, “soubemos dessa informação pelas redes sociais”.

“Vi-a num episódio daquele programa ‘Keeping Up with the Kardashians’ a atirar um diamante para a piscina e pensei ‘Ela tem muito dinheiro. Esta senhora nem quer saber”, acrescenta ainda o homem, um dos 12 acusados pelo crime, que chegou a estar preso durante 22 meses mas acabou por ser libertado devido a problemas de saúde.

Kardashian estava na capital francesa para a Semana da Moda e terá partilhado imagens em tempo real nas quais se mostrou sozinha no quarto de hotel, o que levou os assaltantes a perceber qual o melhor momento para atacar. Questionado sobre se se sente culpado, Abbas responde: “como ela deitava dinheiro fora, fui lá aproveitá-lo. Culpado? Não, não quero saber. Mas claro que ela deve ter ficado traumatizada. Não tenho dúvidas disso”.

Os assaltantes, um grupo de homens entre os 60 e os 70 anos, algemaram Kardashian, tapando-lhe a boca e os olhos, antes de sair do hotel com joias avaliadas em 10 milhões de euros. Terão conseguido fugir porque a assistente de Kardashian se enganou no número de urgência. “A secretária da Srª Kardashian pediu ajuda, mas ligou para o 911 dos Estados Unidos”, revela ainda o assaltante, “isso fez com que perdessem muito tempo. Quando nós saímos, havia um grupo de polícias na rua que não sabia acerca do assalto”.