Blitz

J.K. Rowling pensou estar à conversa com Zelensky, mas era uma partida de ‘trolls’ russos

J.K. Rowling pensou estar à conversa com Zelensky, mas era uma partida de ‘trolls’ russos

A autora de “Harry Potter” foi convidada a conversar com Volodymyr Zelensky, Presidente da Ucrânia. A chamada Zoom era, afinal, de uma dupla de comediantes russos

J.K. Rowling foi convidada a participar numa chamada via Zoom com o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. Mas tudo não passou de uma partida, organizada por dois comediantes russos, Vovan e Lexus.

A dupla ainda conseguiu falar com a autora de "Harry Potter" sobre a sua organização de caridade, a Lumos, que está a trabalhar na Ucrânia, mas depressa passou para o modo troll, questionando Rowling sobre se a personagem de Dumbledore em "Harry Potter" era, de facto, homossexual, e deixando tiradas como "espero que não tenha dormido com alguém transgénero", referência às posições de Rowling consideradas transfóbicas pela comunidade LGBT.

Vovan e Lexus disseram ainda a Rowling que o exército ucraniano estava a escrever "avada kedavra" - o famoso "feitiço da morte" do mundo de Harry Potter - nos seus mísseis, e pediram-lhe para comprar armas para os ucranianos através da Lumos.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: clubeexpresso@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas