Exclusivo

Sociedade

Área Metropolitana de Lisboa: utilização dos transportes públicos mantém-se 15% abaixo do período pré-pandemia

Área Metropolitana de Lisboa: utilização dos transportes públicos mantém-se 15% abaixo do período pré-pandemia
Jeff Greenberg/Getty Images

Já não chega ter um passe com um preço mais baixo, é preciso melhorar a qualidade do serviço e ter mais informação para voltar a captar utilizadores. “O último Inquérito à Mobilidade é de 2017 e era importante ter um novo em 2022”, apela especialista

A utilização dos transportes públicos na Área Metropolitana de Lisboa (AML) “ainda está a 15% do que foi a procura em 2019”, no período pré-pandemia, afirmou esta terça-feira Carlos Humberto de Carvalho, primeiro secretário da AML, durante a conferência sobre os desafios na mobilidade na área metropolitana.

Se a redução do preço dos passes, em 2019, permitiu aumentar em 40% a venda de passes, a pandemia veio mudar o cenário. “É preciso continuar a intervir. E há muito a fazer”, acrescentou o responsável.

Artigo Exclusivo para assinantes

Assine já por apenas 1,63€ por semana.

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: ralbuquerque@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas