Sociedade

Roubo de documentos da NATO: hackers estiveram “largas semanas ou até vários meses” nos servidores do EMGFA

9 setembro 2022 13:21

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

urbazon/getty images

Piratas informáticos podem ter entrado na rede das Forças Armadas através do computador de um funcionário. Mas não terão acedido ao sistema de comunicações encriptado, o SICOM

9 setembro 2022 13:21

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Os piratas informáticos que invadiram os computadores do Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA) terão acedido ao sistema informático através de um computador pessoal de um funcionário. De acordo com fontes ouvidas pelo Expresso, esta terá sido a forma mais provável de terem iniciado o ciberataque.