Sociedade

Monkeypox: superfícies são a principal via de transmissão em crianças

6 setembro 2022 8:26

pablo blazquez dominguez/getty images

Estudo espanhol revela que nove de 16 menores com Monkeypox foram infetados através de superfícies ou objetos contaminados num “mini surto” num estúdio de tatuagens e piercings

6 setembro 2022 8:26

A principal via de transmissão de Monkeypox em crianças é o contacto com materiais e superfícies contaminadas com o vírus da Monkeypox, revela um estudo do Instituto de Saúde Carlos III (Madrid, Espanha). De acordo com o jornal “Público”, os últimos dados disponibilizados pela Organização Mundial da Saúde, referentes a 22 de agosto, indicam que há 140 menores de 18 anos infetados. Em Portugal, há três casos de infeções (em jovens dos 12 aos 17 anos).

O estudo, publicado na revista científica The Lancet Child & Adolescent Health, analisa 16 crianças espanholas infetadas e conclui que nove delas contraíram a infeção através de superfícies ou objetos contaminados. Estes nove pacientes foram infetados a partir de um “mini surto” num estúdio de tatuagens e piercings, “provavelmente através de material contaminado”.

Os restantes infetados seguem a via de transmissão mais comum: o contacto próximo em contexto sexual ou contexto familiar. "Este estudo mostra muita transmissão por contacto com superfícies contaminadas. Ora, numa creche, o que não falta é contacto com superfícies contaminadas. Se uma criança infetada for para uma creche, o vírus propaga-se muito facilmente”, nota Mário André Macedo, enfermeiro no Hospital Fernando Fonseca e especialista em saúde infantil.