Sociedade

Incêndios: fogo em Pombal dominado; incêndio em Vila Pouca de Aguiar sem frentes ativas e em consolidação

30 julho 2022 18:52

pedro sarmento costa/lusa

Mais de 100 concelhos localizados sobretudo no interior Norte e Centro, mas também no Alentejo e no Algarve apresentam este sábado perigo máximo de incêndio rural, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera

30 julho 2022 18:52

Fogo no concelho de Pombal dominado desde as 23:15

O incêndio florestal que deflagrou este sábado à tarde em Pinhete, no concelho de Pombal, encontrava-se em resolução desde as 23:15, sem frentes ativas, adiantou à Lusa fonte da Proteção Civil de Leiria.

O fogo teve início às 19:07 em Pinhete e chegou a ter grandes dimensões, atingindo as freguesias de Santiago, São Simão de Litém e Albergaria dos Doze.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Leiria referiu à Lusa que desde as 23:15 que o fogo entrou em fase de resolução, sem qualquer frente ativa.

De acordo com a informação disponível às 23:45 no ‘site’ da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), no terreno continuavam 186 bombeiros, apoiados por 55 meios terrestres.

Neste incêndio florestal ardeu essencialmente mato e eucaliptal, segundo o CDOS de Leiria.

A mesma fonte referiu que não se registaram até ao momento danos.

Também o incêndio que deflagrou à mesma hora em Vermoil, no mesmo concelho, mas de menor dimensão, já foi considerado dominado, acrescentou o CDOS de Leiria.

Incêndio em Vila Pouca de Aguiar sem frentes ativas e em consolidação

O incêndio que lavra desde quarta-feira em Vila Pouca de Aguiar, que já foi dominado várias vezes e alvo de reativações, encontrava-se pelas 21:00 deste sábado sem frentes ativas e em consolidação nos pontos críticos, indicou a autarquia.

No terreno mantinham-se 330 operacionais, apoiados por 98 viaturas.

A autarquia de Vila Pouca de Aguiar explicou, num ponto da situação pelas 21:00 publicado na rede social Facebook, que o fogo se encontrava sem frentes ativas.

“Continua a proceder-se à consolidação do incêndio, principalmente dos pontos críticos”, pode ler-se na publicação.

“As equipas de combate e rescaldo continuam no terreno em vigilância, atentas ao evoluir da situação”, acrescentou o município.

Na mesma nota, a autarquia referiu que durante a tarde foram surgindo preocupantes reacendimentos, como nas localidades de Reboredo e Cidadelha de Jales, “controlado através de um contrafogo”.

Incêndio em Góis controlado

O incêndio em Góis está controlado, segundo as declarações do presidente da Câmara Municipal de Góis à agência Lusa.

Ainda assim, continua a contar com mais de 300 operacionais apoiados por mais de 100 meios no terreno.

“O incêndio, felizmente, já está controlado. Não arderam casas de primeira habitação, apenas um ou outro barracão. A frente que está mais ativa é a que está em direção a Miosinho, mas está muito longe”, afirmou o autarca Rui Sampaio.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra, o alerta foi dado às 14:48 e, segundo o ponto de situação efetuado às 18:55, combatem as chamas 349 operacionais apoiados por 96 viaturas e oito meios aéreos.

O incêndio deflagrou em Amioso Cimeiro, na freguesia de Álvares, a freguesia mais a sul do concelho de Góis, no distrito de Coimbra, e que faz fronteira com o distrito de Leiria.

Mais de 100 concelhos do interior Norte e Centro em risco máximo de incêndio

Mais de 100 concelhos localizados sobretudo no interior Norte e Centro, mas também no Alentejo e no Algarve apresentam este sábado perigo máximo de incêndio rural, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O IPMA colocou também vários concelhos de todos os distritos de Portugal continental em perigo muito elevado e elevado de incêndio rural.

Em risco moderado estão apenas cerca de 50 concelhos localizados sobretudo na faixa litoral do Norte e do Centro, na zona de Lisboa e Vale do Tejo e no Algarve.

Segundo o Instituto, o perigo de incêndio rural vai manter-se em risco máximo de incêndio no interior Norte e Centro do continente pelo menos até quarta-feira.