Sociedade

Acidentes em casa com recurso aos Serviços de Urgência aumentam desde 2017

15 março 2022 8:44

getty images

Quedas são a principal causa dos acidentes: rapazes até aos nove anos e as mulheres com mais de 75 anos são os que mais caem

15 março 2022 8:44

O número de acidentes em casa que originaram idas à Urgência dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde está a aumentar desde 2017. Se no ano de 2017 os acidentes em casa representaram 44,4% dos sinistros que obrigavam a assistência hospitalar, em 2020 esse valor já ultrapassava os 60%. De acordo com a informação analisada pelo “Jornal de Notícias”, as quedas são a principal causa dos acidentes.

Em 2020, houve um total de 188.164 acidentes domésticos e de lazer, revelam os dados do EVITA - Epidemiologia e Vigilância dos Traumatismos e Acidentes, coordenado pelo Departamento de Epidemiologia do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA). Do total de acidentes registados no primeiro ano de pandemia, 116 mil levaram as pessoas às urgências.

Os rapazes até aos nove anos e as mulheres com mais de 75 anos são os que mais caem. Nos idosos, de acordo com a Sociedade Portuguesa de Medicina Interna, "as quedas são o acidente doméstico mais frequente" e "a principal causa de morte acidental" (45 mil idas às urgências em 2020).