Sociedade

Seca: é necessária uma “maior racionalização” dos recursos hídricos

25 fevereiro 2022 9:14

DR

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve defende que é necessário “atuar antecipadamente”

25 fevereiro 2022 9:14

Os responsáveis políticos defendem, na sequência do período de seca que Portugal atravessa, uma “maior racionalização” dos recursos hídricos, nomeadamente no sector da agricultura. De acordo com o “Jornal de Notícias”, as reservas hídricas do Algarve dão para dois anos de consumo humano.

“Havendo água é preciso regular o crescimento do sector em função da que existe. Tem de haver uma regulação como existe para a pesca ou para a biomassa”, defende o presidente da AMAL (Comunidade Intermunicipal do Algarve), António Pina.

Por agora a preocupação “é se vai chover até abril ou maio”. António Pina sublinha que é necessário “atuar antecipadamente”, destacando a necessidade de fazer “poupanças, através da redução das perdas, sobretudo em meios urbanos, que rondam os 30% e da busca de novas fontes”.