Sociedade

Apenas algumas centenas de portáteis (dos 600 mil por entregar) chegaram às escolas

29 dezembro 2021 9:44

O Ministério da Educação garante que “os 600 mil computadores estão já a chegar às escolas à medida que vão sendo entregues pelos fornecedores”

29 dezembro 2021 9:44

Em abril de 2020, António Costa prometeu que no começo do ano letivo seguinte todos os alunos teriam um computador com internet. A meta do primeiro ministro não só não foi atingida em 2020/2021 como também ainda continua bastante distante em 2021/2022.

Dos 600 mil portáteis por entregar, apenas “algumas centenas” chegaram às escolas nas últimas semanas, escreve esta quarta-feira o “Correio da Manhã”.

Sobre este atraso, o Ministério da Educação garante que “os 600 mil computadores estão já a chegar às escolas à medida que vão sendo entregues pelos fornecedores”.

A tutela justifica a demora com os constrangimentos causados pela pandemia. “Os fornecedores têm estado a braços com a conhecida escassez do mercado de componentes informáticos, bem como com as conhecidas vicissitudes ao nível do transporte de mercadorias”, refere o Ministério da Educação.