Sociedade

Novo terror: o terrorismo político de extrema-direita aumentou 250% nos últimos cinco anos

19 setembro 2021 12:10

Tiago Soares

Tiago Soares

texto

Jornalista

O terrorismo é um fenómeno em mudança, tão difícil de analisar como de combater. Mas o jiadismo não é a única ameaça: entre 2002 e 2019, o Ocidente contabilizou 332 ataques terroristas de extrema-direita, que resultaram em 286 mortes — e 49 desses ataques ocorreram em 2019

19 setembro 2021 12:10

Tiago Soares

Tiago Soares

texto

Jornalista

Um homem é detido por suspeitas de terrorismo: aconteceu recentemente em Portugal, e no ano passado ocorreu 449 vezes na União Europeia e 185 no Reino Unido. É o número de detenções mais baixo em três anos: em 2019, 1004 pessoas foram detidas por suspeitas de atividade terrorista nestes dois territórios, e no ano anterior tinham sido 1056, segundo dados do último relatório da Europol sobre terrorismo, publicado em junho. No caso da UE, as 449 detenções no ano passado contrastam com os 57 ataques terroristas concretizados, falhados ou impedidos em solo europeu: nos que foram bem sucedidos, 21 pessoas morreram e 54 ficaram feridas. A estes, a Europol junta 62 “incidentes terroristas” no Reino Unido e dois na Suíça.