Exclusivo

Sociedade

Russiagate. Câmara de Lisboa avisou por 27 vezes a embaixada russa

Russiagate. Câmara de Lisboa avisou por 27 vezes a embaixada russa
TIAGO MIRANDA

Auditoria da autarquia revela o número de embaixadas e consulados que receberam comunicações de manifestações desde 2012. Entre elas estão as do Irão, Arábia Saudita, China, Argélia ou Iraque. Nenhuma recebeu tantas vezes como a Embaixada da Federação da Rússia

A manifestação anti-Putin de 23 de janeiro realizada em frente à embaixada da Rússia foi apenas uma das 27 em que os serviços diplomáticos de Moscovo foram alertados pelos serviços da Câmara de Lisboa desde 2012.

Esta é uma das revelações da auditoria interna realizada por ordem de Fernando Medina, na sequência de uma denúncia ao Expresso e ao “Observador” de três ativistas russos de que a autarquia havia enviado dados pessoais dos promotores para Moscovo. Este relatório preliminar é, no entanto, omisso se foram enviados também dados pessoais dos outros organizadores de manifestações à Rússia, como aconteceu em janeiro.

O documento de 47 páginas intitulado “Auditoria Interna aos Processos de Comunicação Prévia/aviso para a Realização de Manifestações no Município de Lisboa”, a que o Expresso teve acesso, revela o número de embaixadas e consulados que receberam comunicações de manifestações desde 2012.

Artigo Exclusivo para assinantes

Assine já por apenas 1,63€ por semana.

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: HFranco@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas