Sociedade

Inspeção-Geral da Educação vai investigar notas no Externato Ribadouro

26 abril 2019 17:59

Elevada concentração de notas de 19 e 20 valores na disciplina de Educação Física leva Ministério a intervir para ver se houve prática de “atos ilícitos”

26 abril 2019 17:59

A Inspeção-Geral de Educação e Ciência (IGEC) vai verificar a regularidade da atribuição de notas no Externato Ribadouro, no Porto, depois de ter sido divulgada esta sexta-feira uma invulgar concentração de classificações de 19 e de 20 valores no final do segundo período na disciplina de Educação Física.

A situação, que se repete em nove turmas do 10º ano daquele colégio, foi divulgada no blogue dedicado a temas de Educação Com Regras, de Alexandre Henriques, professor desta disciplina.

Alertado para o caso, o Ministério da Educação fez saber que a IGEC irá, através de um processo de inquérito, “investigar a situação, bem como identificar os responsáveis por eventuais ilícitos praticados”. A tutela acrescenta que, caso venham a verificar-se atos ilícitos, “agirá intransigentemente”.

Outras intervenções

Já em Novembro do ano passado, um relatório da IGEC abordava a questão das estratégias usadas pelas escolas para inflacionar as notas dos seus alunos. Uma das formas passava por usar componentes que não são avaliadas através de testes ou outros critérios mensuráveis para puxar para cima as notas dos alunos. É o caso dos domínios da oralidade ou atividades laboratoriais que passam a ser sobrevalorizados.

Os inspetores da IGEC chegaram a efetuar uma "operação de verificação" junto de uma dezena de escolas e, segundo o relatório final, essa intervenção teve efeitos positivos, com 80% a melhorarem o valor do indicador de alinhamento das notas internas – atribuídas pelos professores da escola – e as médias nos exames nacionais.

No entanto, no caso da disciplina de Educação Física não existem provas nacionais, que permitam fazer este controlo.