Cinema

François Ozon, em entrevista: “Preciso de sonhar os filmes antes de os fazer”

3 novembro 2022 15:27

“Peter Von Kant", em exibição nos cinemas, é um remake de “As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant” em que o elenco principal é masculino, ao contrário do mítico filme que Fassbinder rodou há 50 anos. O cineasta francês também se descobre no espellho desta adaptação livre

3 novembro 2022 15:27

A estilista das lágrimas amargas que Margit Carstensen deu a Fassbinder em 1972, a sua empregada submissa, interpretada por Irm Hermann, e a amante da primeira, Karin, papel de Hanna Schygulla, deram agora origem a um Peter que é realizador de cinema (Denis Ménochet), a um igualmente submisso Karl (Stefan Crepon) que ama o patrão em segredo, e a um amante árabe chamado Amir (Khalil Ben Gharbia), que vai deixar o protagonista sucumbido de amor. Filme de homenagem em huis clos, “Peter Von Kant” é uma história de fantasmas em jeito de autorretrato intimista, tal como François Ozon nos contou no último Festival de Berlim.