Política

Operação Vórtex: PJ e MP admitem que haja mais políticos arguidos

13 janeiro 2023 12:12

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Miguel Reis, agora ex-presidente da Câmara Municipal de Espinho, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ), no âmbito de uma investigação por diversos crimes económicos alegadamente cometidos no licenciamento de obras

estela silva

Autoridades apanharam troca de dinheiro entre empresários e ex-presidente da Câmara de Espinho

13 janeiro 2023 12:12

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

A Polícia Judiciária (PJ) e o Ministério Público (MP) suspeitam que a teia de favores entre o poder autárquico e empresários da área da construção civil no licenciamento de empreendimentos de luxo na zona de Espinho é ainda mais intrincada.

O Expresso sabe que a investigação considera provável que nas próximas semanas mais políticos venham a ser constituí­dos arguidos por suspeitas de corrupção, prevaricação, abuso de poder e tráfico de influências. “Serão sobretudo políticos locais, mas nunca se sabe. Pode haver surpresas”, adianta uma fonte conhecedora do processo. Também não está colocada de parte a hipótese de o rol de empresários suspeitos vir a crescer.