Política

AR/Censura: PS vai chumbar moção da IL “lado a lado com os portugueses”

3 janeiro 2023 15:34

Eurico Brilhante Dias, líder parlamentar do PS

tiago petinga

Questionado sobre o regresso do socialista Pedro Nuno Santos ao parlamento, depois da saída como ministro das Infraestruturas e Habitação, Brilhante Dias respondeu que “esta é também a casa” do dirigente socialista

3 janeiro 2023 15:34

O líder parlamentar do PS, Eurico Brilhante Dias, afirmou esta terça-feira que a maioria socialista na Assembleia da República, “lado a lado com os portugueses”, vai chumbar a moção de censura ao Governo apresentada pela IL.

“Uma moção de censura que acrescenta pouco à vida dos portugueses e às soluções para que os portugueses possam viver melhor. E, por isso, mais uma vez, a maioria parlamentar, lado a lado com os portugueses, estará aqui para naturalmente chumbar esta moção de censura”, declarou Eurico Brilhante Dias.

O líder parlamentar socialista falava aos jornalistas no parlamento, depois da conferência de líderes que agendou o debate e votação da moção de censura ao Governo apresentada pela Iniciativa Liberal na quinta-feira e o debate de urgência pedido pelo PSD sobre a “Situação política e a crise no Governo” para quarta.

Segundo Brilhante Dias, “o pior que o país podia ter neste momento era um quadro de crise política com eleições quando os juros estão a aumentar, quando a política precisa de estabilidade e de continuidade, como foi muito bem referido” pelo Presidente da República na mensagem de Ano Novo, sustentou.

Questionado sobre o regresso do socialista Pedro Nuno Santos ao parlamento, depois da saída como ministro das Infraestruturas e Habitação, Brilhante Dias respondeu que “esta é também a casa” do dirigente socialista.

“O senhor ministro e deputado, quando agora sair do governo, terá no seu grupo parlamentar uma casa que conhece bem e com certeza para nós é um reforço do nosso grupo parlamentar”, salientou.

O líder parlamentar classificou Pedro Nuno Santos como um “quadro muito qualificado do PS” e com uma “trajetória política com muita experiência”.

“E, por isso, a sua vinda para o grupo parlamentar é para nós um gosto, sem prejuízo da circunstância, mas é para nós um gosto, naturalmente”, rematou.