Política

Estudo pós-eleitoral: eleitor do PSD não gosta do Chega

27 março 2022 10:33

Quem vota no Chega assume-se menos de direita do que quem vota PSD. Maior diferença é no modo como veem os partidos, mostra o estudo pós-eleitoral do ICS-ISCTE para Expresso e SIC

27 março 2022 10:33

Mais facilmente um eleitor do PSD se assume de direita do que um eleitor do Chega faz o mesmo. Mas essa está longe de ser a única diferença: a antipatia, por exemplo, é maior do lado do PSD face ao Chega (64%) do que em sentido inverso (25%), uma tendência que se inverte na perspetiva do panorama económico nacional. Nesse campo, são os eleitores de André Ventura que se revelam mais negativos ou críticos do estado do país: em média 12% veem uma degradação na economia, enquanto a média dos sociais-democratas até reconhece melhorias em tempo de pandemia (13%).

São mais as mulheres e os idosos que votam no PSD, assim como os eleitores com nível de escolaridade superior. Entre os que votaram no partido de André Ventura a maior fatia (24%) fica-se pelo terceiro ciclo de escolaridade, sendo que entre sociais-democratas, 16% completaram a licenciatura.