Política

PSD. Rio exclui apoiantes de Rangel mas aprova listas com larga maioria

7 dezembro 2021 22:39

Rita Dinis

Rita Dinis

Jornalista

nuno veiga

Listas de deputados do PSD com apoiantes e 'caciques' de Rio, com 'quota Montenegro' e sem apoiantes de Rangel. Apoiantes do eurodeputado, excluídos, acusam Rio de "purga" e de "tiques de ditador". Rangel acusa Rio de "estender mãos e braços ao PS" e "não fazer esforço nenhum" de compromisso interno. Mesmo assim, líder do PSD canta vitória: listas foram aprovadas com 71% dos votos num Conselho Nacional que lhe era desfavorável

7 dezembro 2021 22:39

Rita Dinis

Rita Dinis

Jornalista

Foi uma total "razia" nos apoiantes mais emblemáticos de Paulo Rangel e um premiar dos 'caciques' locais que impulsionaram a vitória de Rio nas diretas. Até montenegristas convictos, que ajudaram Rio na sombra, têm lugar garantido. Depois de a direção de Rio ter chumbado a proposta de coligação pré-eleitoral com o CDS, o Conselho Nacional do PSD discutiu esta noite a composição das listas de candidatos a deputados e, apesar das acusações de "purga" ouvidas dentro de portas, a aprovação foi inequívoca: 67 votos a favor, 21 contra e 6 abstenções, o que equivale a 71% dos votos. Uma vitória expressiva de Rio no mesmo Conselho Nacional que, no mês passado, estava maioritariamente contra si e a favor de Paulo Rangel.