Política

Marcelo no Santa Maria... sem Marta Temido:" A sra. ministra mostrou-se disponível para me acompanhar mas eu vou como candidato"

"Grande parte do meu tempo passo-o a tratar de problemas como Presidente da Republica". Marcelo foi aos bombeiros do Dafundo dizer-lhes que já tratou com o MAI de agilizar as vacinas para os bombeiros. Mas ao Hospital de Santa Maria escolheu ir como candidato.

Marcelo Rebelo de Sousa decidiu ir visitar um dos hospitais da grande Lisboa que está à beira da rutura e dispensou a companhia da ministra da Saúde. " A senhora ministra disse-me que estava disponível para me acompanhar mas eu vou como candidato", explicou aos jornalistas. " E vou falar muito de Saúde" , antecipou.

O dia do candidato começou nos Bombeiros do Dafundo, mas aí o fato foi meio-candidato, meio-Presidente. Marcelo reconheceu, aliás, que "grande parte do tempo passa-o a resolver problemas como Presidente". Eis a resposta aos que o atacam de estar a desvalorizar a campanha eleitoral.

Aos bombeiros levou uma boa notícia. Tinha estado a falar com o ministro da Administração Interna e o processo de antecipação das vacinas aos bombeiros terá sido desbloqueado. Passam a estar no nível das Forças Armadas, cabendo a cada corporação elencar os casos prioritários.

O chefe da corporação do Dafundo falou do estado "catastrófico " das filas de espera das ambulâncias nos hospitais. Mas pareceu alinhado com o PR/recandidato na necessidade de não ver tudo negro.

"Na gripe das aves foi a mesma coisa", afirmou, " estamos a trabalhar na ponta da espada mas não vale a pena fazer só criticas".

Marcelo diz que sim com a cabeça. Aplaude o trabalho dos bombeiros que andam a transportar pessoas residentes na zona até para irem com os cães ao veterinário. E puxa pela tónica do que corre melhor: " Prefiro sempre falar pela positiva". No Santa Maria já se vê.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: AVSilva@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas