Política

Marisa avança para Belém esta semana ao lado de médicos e enfermeiros

5 setembro 2020 8:18

Vítor Matos

Vítor Matos

Jornalista

Marisa Matias que superar os 10%

nuno botelho

A eurodeputada bloquista anuncia a candidatura esta quarta-feira num evento com representantes da luta contra a pandemia.

5 setembro 2020 8:18

Vítor Matos

Vítor Matos

Jornalista

Os sinais mais fortes de que Marisa Matias ia mesmo repetir uma candidatura a Belém foram dados há três meses, quando publicou um artigo no “Público” — em estilo manifesto — e ao aparecer, dois dias depois, a fazer marcação direta a Marcelo Rebelo de Sousa, em nome do Bloco de Esquerda, com críticas ao discurso do 10 de Junho. A eurodeputada era a presidenciável natural (e anunciada) do BE para aproveitar um terreno sem candidatos apoiados pelo PS. Há uma semana, numa entrevista ao Expresso, o próprio Francisco Louçã dizia: “Acho que na área da esquerda há uma candidatura imbatível que é a da Marisa Matias, que já foi candidata e tem uma notabilíssima capacidade de comunicação e contacto. Se ela decidir voltar a ser candidata apoiá-la-ei com entusiasmo.”

Estava feito. Ainda sem certezas sobre o que fará Ana Gomes e às cegas em relação ao PCP, Marisa Matias avançará para a segunda candidatura à Presidência da República esta quarta-feira, com uma comunicação ao país a partir do Largo do Carmo: mas em vez de se lançar num comício tradicio­nal, a eurodeputada do Bloco de Esquerda apresentará as linhas da sua campanha perante cerca de uma dúzia de pessoas que representem os vários sectores da primeira linha de combate à covid-19 como: um médico, um enfermeiro, um cuidador, um vigilante, um professor, um estudante ou um trabalhador cultural.